Impermeabilização De Fachadas

Quando olhamos um edifício, a primeira impressão que temos é aquela que nos transmite a fachada dessa construção. Pode nos parecer feia ou bonita, moderna ou antiga, bem conservada ou mal conservada, enfim, uma série de impressões. Porém, uma fachada de edifício tem um papel que vai muito além da parte estética, que normalmente percebemos. A parte importante é a função de vedação.

Normalmente, a fachada é feita com argamassas, que tem o objetivo de corrigir pequenas imperfeições da obra, de servir como base para colocação de outros acabamentos, ser a interface entre outras partes da fachada, fazer a vedação acústica e estanqueidade. Como deu para perceber vai muito mais muito além de um simples acabamento estético como parecer para quem não entende de obras.

O mais importante é observar todos os estágios da obra e seguir as orientações para evitar problemas depois que a construção estiver pronta. Veja a seguir alguns detalhes e o que pode ser feito para evitar danos.

Impermeabilização De Fachadas

Impermeabilização De Fachadas

Estanqueidade

A estanqueidade é a parte da construção da fachada que garante o revestimento associado com a pintura e os demais acabamentos usados na construção. Sem a responsável por essa “união” é preciso ser feita de melhor maneira possível e com produtos de qualidade para evitar problemas futuros.

Problemas Que Podem Enfrentar Uma Fachada De Edifício Não Construída Bem

Se os problemas nas paredes de casa podem aparecer, por causa de um vazamento, por exemplo, imagine na fachada de um edifício. Aquelas são paredes que ficam expostas ao vento, ao sol, aos gases poluentes, a chuva. Por isso, são necessários cuidados especiais durante a obra para evitar

que possíveis falhas no projeto da fachada terminem com grandes problemas  depois de pronto. Além disso, é necessário fazer a manutenção e observar se houve algum detalhe que não era previsto na estrutura e que pode comprometer a construção.

As consequências desses problemas seriam: infiltrações severas, paredes úmidas, goteiras e em consequência apodrecem móveis que estão dentro ou quadros, o mofo começa a aparecer de várias partes,etc.

Veja Cuidados Que Podem Ser Tomadas Para Evitar Problemas

Como já diz o ditado “é melhor prevenir do que remediar” e isso funciona muito bem quando estamos falando de fachadas de prédio. Os profissionais aconselham observar os seguintes itens:

  • Ter atenção a previsão de pingadeiras.
  • Ter cuidado especial na dosagem do traço de argamassa.
  • Para rebocar e sarrafear a fachada escolher os horários ideais levando em consideração as condições climáticas e os horários.
  • Fazer a cura adequada.
  • Observar bem as juntas de dilatação.
  • Ficar de olho nas deformações excessivas da estrutura.
  • Atenção a ocorrência de desmoldantes, óleos, entre outros.
  • Observar a qualidade da pintura.
  • Ficar atento ao módulo de elasticidade da argamassa.
  • Atenção também, ao calafetamento de esquadrias e ar condicionado.

Importância Da Pintura Da Fachada Do Edifício

Como foi dito lá no início, a fachada do edifício não deve ser perfeita somente visando a estética, e sim, visando a conservação. E a pintura também está nesse grupo de importância, que não tem a função decorativa e basta, serve para evitar que água penetre.  Se durante esse processo não for dada a atenção necessária, as falhas no revestimento irão aumentar os problemas de penetração de fluído via fachada.

Os problemas observados em uma fachada de edifício graças a pintura mal feita mais comuns são: fissuras por retração, fissuras entre os painéis de vedação e problemas na estrutura.

Quando a pintura não é feita como deveria, a água da chuva encontra passagem nas fissuras (chamado de absorção capilar), com a força da sucção, surge aquela umidade que se localiza nas paredes expostas e nas paredes internas, em sequência começam a surgir problemas mais sérios nas paredes altas das edificações.

A passagem da água entre uma pintura mal feita acontece não só pelas fissuras, mas também, pelos poros e nas saliências.

Argamassa De Revestimento: Retratação

A retratação da argamassa de revestimento é um problema muito comum nas fachadas dos edifícios, se dá justamente porque aconteceram erros na dosagem, além disso, pode ser uma consequência da falta de cuidados e falta de atenção com as condições climáticas.

Argamassa De Revestimento: Retratação

Argamassa De Revestimento: Retratação

O que nós chamamos de retratação, que na verdade formam fissuras, acabam fazendo “cicatrizes” no revestimento, que vão piorando com o passar do tempo e quando envelhece a edificação. São exatamente nessas fissuras que passam os fluídos, e o resultado é uma piora contínua no revestimento, caso não venha feita imediatamente feito um intervenção.

Para solucionar esse problema, normalmente, são usados produtos com características flexíveis: as emulsões acrílicas elastoméricas. Elas absorvem as deformações formadas e podem ser encontradas em várias tonalidades. Porém, esse “remédio” não soluciona o problema para sempre e a manutenção deverá ser feita.

Quando As Fissuras São Na Ligação Entre Os Painéis De Vedação e a Estrutura

Além daquelas fissuras mais visíveis, também é possível observar em uma fachada de um edifício que não foi construída com as devidas observações, fissuras no encontro entre alvenaria e pilares, entre lajes e alvenaria, alvenaria e vigas. Neste caso, são consequência de módulos de elasticidade diferentes, quando não foram colocadas as juntas de dilatação, quando a número de deformações é muito grande, entre outros problemas. Essas fissuras facilitam ainda mais a passagem de fluído, e atingem principalmente a parte interna da construção.

As formas de remediar e evitar os problemas que podem ser causados por esse tipo de fissura são: usando pinturas elastoméricas, usando telas e um reboco estruturado ou ainda, usando mástiques. Porque essas fissuras acabaram tornando-se parte do revestimento e não existe um material rígido que seja capaz de absorvê-las

Essas são só algumas dicas de impermeabilizações que podem ser usadas nas fachadas de edifícios. Na verdade, é possível encontrar diversas outras formas de proteger a construção.

Um outro exemplo seria os hidrofugantes, muito usados para impermeabilizar as fachadas, porque eles fecham os poros da superfície. Os três tipos do produto mais usados são: resinas de silicone, siloxanos e pinturas acrílicas.

Veja Algumas Marcas De Hidrofugantes:

  • Resinas de silicone: Acquella, Silicone OBE e Sika Silicone.
  • Siloxanos: Nitoprimer, K-154, Bota Top SS e Emcephob W-SX.
  • Pinturas Acrílicas: Hydronorth, Vedacil e Foscryl.
Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Construção

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *