Qual Espuma É Melhor Para Sofá?

Existem três tipos de espumas que apresentam qualidades superiores em relação ao conforto e suporte do que outros materiais com a mesma finalidade. O sofá pode ser preenchido com fibras, penas ou espumas. E estes são os materiais mais apropriados e indispensáveis para serem usados como estofado de sofás.

Dentre estes três um dos que se apresentam como melhor preenchimento é a espuma. Mais especificamente a espuma de poliuretano. Os poliuretanos não eram conhecidos até a década de 1930. Os históricos registram que os primeiros desenvolvimentos para a elaboração de espumas em que a base do material era o isocianato só começou a ser concebido em 1937.

Sofá na Cor Vinho

Sofá na Cor Vinho

As espumas tendem a durar muito mais tempo do que as penas e as fibras. E com as espumas não se terá a necessidade de trocar de tempo em tempo o preenchimento do sofá, se ela não atender mais as suas expectativas, já que as espumas são mais duráveis e muito mais confortáveis quando se sentam sobre elas.

Espuma de Poliuretano

O poliuretano é composto basicamente por duas substâncias, o isocianato e o poliol, ambos são matérias-primas proveniente do petróleo bruto. Esses dois reagentes são misturados ainda líquidos e passa por um processo com vários materiais auxiliares como catalisadores, agentes espumantes e estabilizadores, até então começar uma reação química.

Espuma de Poliuretano

Espuma de Poliuretano

No princípio a fabricação de poliuretano se baseava em um processo em que a espuma era extremamente rígida (dura), com o passar o tempo e novas tecnologias foram sendo desenvolvidas a espuma se tornou mais flexível e hoje em dia há a fabricação de espumas semirrígidas.

Por que a espuma de poliuretano é considerada um material tão bom assim?

Pois existem algumas características importantes para esta classificação; o poliuretano tem boas propriedades térmicas, sua resistência térmica varia entre -200° C a +135° C, o coeficiente de condutividade térmica médio é de 0,026 W e sua densidade aparente normalmente é de 35 a 50 kg/m3.

Considerando as características acima a maior vantagem do poliuretano é seu isolamento térmico. Além de serem bem resistentes a cargas consideravelmente altas, assim como são resistentes à fungos e mofos. Isso faz com que elas se tornem um ótimo material para ser usado em construções ou reformas, no uso como isolantes térmicos e acústicos e para montagem e vedação.

Devido a sua flexibilidade ela é bastante confortável e muito conhecida por servir como preenchimento de colchões, móveis, estofados e assentos de carros. Outras utilidades que são menos conhecidas, mas que nos ajudam muito no dia a dia são as esponjas de cozinha, pensos médicos, grandes filtros e sistemas de isolamentos acústico que mantém o ambiente silencioso.

Possui uma estrutura porosa, ou seja, possui alguns buracos em seu interior. Nem tudo são flores e uma desvantagem desse tipo de material é que ele apresenta baixa resistência à radiação UV.

Firmeza das Espumas

Espuma Para Sofá

Espuma Para Sofá

Para as espumas dos assentos de sofás é necessário escolher a firmeza do assento que se deseja. As firmezas que se encontram são as seguintes:

Assento Firme: Se sua decisão foi por um assento do tipo firme para o sofá, há muitos produtos de qualidade no mercado. A recomendação é entre dois principais materiais, o poliéster e a malhas, ambos acrescentarão um pouco de conforto e facilitará na hora de posicionar a espuma no sofá.

Assento Médio: Se o seu desejo é um assento mais firme e com um pouco mais de conforto, há espumas no mercado que possuem até a sensação de esponja. Este tipo de espuma é de alta qualidade e são ideais para serem usadas como estofados de sofás. Também há a indicação do uso de dois materiais auxiliares; o poliéster e a malha, a fim de fornecer um pouco mais de conforto durante a produção do sofá.

Assento Médio / Macio: Se sua aspiração é por um sofá com o acolchoado um pouco mais macio, é preciso o uso de uma espuma com densidade média. É sempre bom escolher uma espuma de alta qualidade, pois assim disponibilizará para a espuma um base mais firme com um conforto complementar. É uma boa maneira de substituição dos assentos de fibras ou de penas, para quem deseja mais sustentação. A recomendação de poliéster e malha também se mantém para este tipo de assento, pois como dito acima facilitará quando for colocar a espuma no sofá e aumentará um pouco mais o conforto.

Assento Macio: Pode-se também escolher uma espuma que deixará o estofado macio e inflável. Também é excelente para a substituição de assentos que contenham fibra ou pluma. Para que seja acrescentado um conforto adicional em relação aos enchimentos de fibras e plumas é importante a escolha de uma espuma de alta qualidade.

As espumas não devem emitir cheiro, mas como durante o seu processo de fabricação há a utilização de certos produtos químicos, caso ele chegue na sua casa tenha algum odor forte, á recomendável deixa-lo ao ar por alguns dias.

Fibra

Fibra Siliconada

Fibra Siliconada

A fibra é fabricada com fios de poliéster cheios de ar produzidos pelo homem para preenchimento de estofados. Ao sentar em um sofá desse tipo os fios se movem e o ar é expandido, proporcionando um impacto de maior profundidade do que a espuma. A expulsão de ar de uma almofada preenchida com fibra não fará com que esse ar retorne tão rapidamente quanto da espuma, isso faz que com o tempo ele perca sua aparência e sua suavidade. Dos três tipos de preenchimento disponíveis, a fibra é a mais barata de todas.

Existem Dois Tipos De Fibras:

Fibra Soprada: O fio é soprado onde se deseja ser preenchido de forma aleatória, assim apenas poucos espaços de ar são deixados pelo espaço preenchido. O acolchoado e as almofadas feitas de fibra soprada as deixam muito mais macias.

Fibra de Bolso ou Fibra de Bola: Tecidos macio de espuma são costurados na forma de pequenos bolsos e recheados com uma fibra elástica, macia e leve. Devido a suas propriedades elas são capazes de manter a temperatura corporal.

Existem fibras naturais, que são fabricadas a partir de recursos naturais renováveis. Ao utilizar um preenchimento orgânico, você também estará utilizando um material sem adição de produto químico duro em nenhuma parte da cadeia de cultivo, fabricação ou produção.

As fibras naturais são diferentes das fibras sintéticas de poliéster, e ambas se comportam de maneiras distintas. As fibras naturais tendem a diminuir com o passar do tempo, e para isso ser resolvido é preciso ir enchendo-as novamente conforme vão se compactando.

Penas

Enchimento de Penas

Enchimento de Penas

As penas são sinais de luxo e propiciam uma sensação de suavidade. Um estofado de pena se molda a sua forma quando alguém se senta sobre ele. Porém é necessário remodelar esses acolchoados para que volte a sua forma, sua sensação e sua uniformidade.

Os Tipos De Penas Usadas São:

Penas de Pato: São mais comuns para serem utilizadas em móveis, pois são partes pequenas e têm um cacho natural que se comporta como uma mola, e é um enchimento extremamente macio.

Penas de Pato

Penas de Pato

85 % de Penas de Pato: É feito de 85% de penas de pato e 15% de outro tipo de material é um enchimento de extremo luxo e é mais apropriado seu uso em almofadas traseiras por sua grande suavidade. Esse preenchimento disponibiliza maior conforto e suporte do que qualquer outro tipo de recheio de pena.

Pena 100% Down de Pato: É utilizado somente em almofadas traseiras, pois este tipo de pena é muito suave. Essa suavidade não oferece o suporte necessário para preenchimento de outras partes do sofá. Esse é o tipo mais suave de todos os outros tipos de penas.

Imponente, o sofá é um móvel que ocupa grande espaço no cômodo em que irá ocupar normalmente a sala de estar, além de ser um item útil e praticamente indispensável, ele também é um objeto de decoração que chama muito atenção, bem mais que quaisquer outros presentes no mesmo ambiente.

Por isso, é importante ter muita atenção na escolha do sofá, já que é algo de valor elevado e que provavelmente permanecerá na sua casa por anos. Além dos detalhes do modelo e cor do sofá, é muito importante dar atenção para o conforto que ele irá proporcionar. Conforto esse que é obtido pelo tipo de espuma utilizada.

É preciso ter bastante atenção às opções presentes no mercado, que são muitas, para encontrar um sofá que combine com a personalidade dos moradores da casa e com o ambiente, além de trazer a eles o conforto que desejam. Conhecendo os tipos de sofá, e tipos de espuma, é possível encontrar o melhor para cada ambiente.

Tipos de Sofá

Há vários detalhes que definem o modelo ideal de sofá para cada ambiente, desde o tamanho, até cor, tecido, formato e preço, que é algo bem relevante. Não deve ser levado em consideração somente a beleza ou o conforto, o ideal é encontrar um produto que atenda as duas necessidades, sendo a melhor opção testar o sofá na loja para saber se ele pode auferir o conforto necessário.

Para fazer escolha do melhor modelo de sofá, o ideal é saber para qual fim ele será utilizado. Quando se busca um sofá para um ambiente externo, ele deve ser feito em um material mais resistente, já um sofá que será usado para uma sala com televisão, precisa ser mais confortável. O produto também deve ser adequado para o tamanho do ambiente, não tendo medidas extravagantes que possam deixar o local apertado.

Alguns tipos e formatos de sofá:

  • Tradicional: esse modelo é estofado, podendo possuir almofadas fixas ou soltas e também pés altos ou baixos. É um modelo que possui versatilidade e ao mesmo tempo combina com vários ambientes.
  • Sofá-cama: perfeito para ambientes com pouco espaço, o sofá-cama tem uma finalidade dupla, já que serve como um móvel para sala, porém, também possui um mecanismo que faz com que ele se transforme em uma cama, para receber visitas ou até mesmo ter mais conforto.
  • Sofá retrátil e reclinável: modelo de sofá que possui seu encosto reclinável, deixando quem está o utilizando em uma posição mais confortável. Alguns modelos possuem uma extensão para o pé, dessa forma a pessoa fica praticamente deitada.
  • Formato tradicional: Os sofás comuns possuem normalmente dois ou três lugares, alguns ambientes possuem um sofá de dois lugares e outro de três, já outros têm que optar por um dos modelos.
  • Sofá de canto: Nessa versão o sofá tem um formato de L, podendo ser encaixado em espaços da parede para aproveitar o máximo do espaço disponível.
  • Sofá redondo: modelo perfeito para quem deseja algo diferente na decoração do ambiente.
  • Sofá com chaise: Possui uma extensão em um dos assentos para manter as pernas esticadas, pode ser uma extensão junto ao sofá ou então móvel.
  • Sofá Vintage: modelos que seguem uma linha antiga, com detalhes e tecidos que lembram as décadas passadas, por vezes estampadas com flores, em veludo ou capitonê. É um modelo chamativo e precisa combinar com a decoração do ambiente.
  • Sofá moderno: há diversas opções para ambientes modernos, a maioria possui linhas mais definidas, tanto curvas quanto retas.
  • Sofá rústico: ideal para ambiente com esse estilo de decoração, são sofás com base de madeira.

    Tipos de Sofá

    Tipos de sofá

Tipos De Espuma Para O Sofá

Além de decidir o modelo que melhor combina com o ambiente, é importante saber o tipo de espuma usado pelo sofá, dessa forma é possível saber o quão confortável ele é. Essa informação é ainda mais relevante quando o sofá é comprado pela internet, já que não é possível sentar nele para experimentar.

A qualidade da espuma é muito importante em um sofá, sendo que há diversas variações que combinam com ambientes e finalidades diferentes, essa variação é definida também pela densidade da espuma.

Alguns tipos de espuma para sofá:

  • Espumas HS: O nome completo dessa espuma é hipersoft, ou seja, são espumas macias e que possuem boa resiliência para que retorne ao seu formato normal logo após quem estiver sentado se levantar.
  • Espumas Soft: São espumas bem macias e que com o aumento da decide, aumentam ainda mais o conforto proporcionado.
  • Espumas P: esse é um tipo de espuma mais firme.
  • Espumas AG: também são espumas mais firmes, ainda mais que as espumas P.
  • Espumas D45: esse é um dos tipos de espuma mais firmes disponíveis no mercado.
  • Espuma de alta resiliência: Existem alguns tipos de espuma cuja principal função é conseguir retornar rapidamente ao formato original.
  • Espumas flexíveis moldadas: são produtos mais resistentes e que possuem alta durabilidade.
  • Espumas especiais de látex: possui ótimo conforto térmico e boa resistência, além de uma baixa deformação.

    Espuma Para O Sofá

    Espuma Para O Sofá

Qual Espuma É Melhor Para Sofá?

Já que existem diversos tipos de espuma, surge o questionamento de qual é a melhor para o sofá. Para tomar essa decisão é preciso saber qual a finalidade que o sofá será comprado, assim como qual é a densidade da espuma, já que é a densidade que irá definir o quanto macia ou firme essa espuma é.

Para saber qual espuma é melhor, primeiro é necessário pensar o peso das pessoas que irão usar o móvel de maneira mais regular, normalmente são escolhidas as espumas com densidade 33 g/cm³, que atendem pessoas com até 100 kg de peso, já em casos que a pessoa possui mais de 100 kg, a melhor espuma é a com densidade 45 g/cm³.

O ideal é que a espuma utilizada seja mais firme, já que esse tipo de espuma é mais confortável quando usada em longo prazo. Todas as espumas em densidades mais baixas são mais firmes, sendo o correto para sofás em sala de estar, as com densidade 28 g/cm³ e 33 g/cm³.

O mais comum nos sofás, é que os assentos sejam feitos com espumas mais firmes, e os braços do sofá sejam revestidos com espumas mais macias, já que elas não receberam tanto peso quanto os assentos, assim como o encosto do sofá, onde deve ser usada uma espuma com baixa densidade, para que o encosto seja macio.

Todos os modelos de espuma possuem as suas qualidades, no entanto, o mais importante é analisar a densidade delas, pois assim será possível saber o conforto e maciez proporcionada.

Quando a escolha é para um sofá que ficará na sala de estar, para assistir televisão, o ideal é que tanto o assento quanto o encosto e o braço do sofá sejam macios, porém, os assentos tem que possuir uma densidade levemente maior que os outros dois itens, sendo o ideal as espumas com densidade de 33 g/cm³ e em alguns casos 45 g/cm³ e até 60 g/cm³. Já o encosto tem que ter sua densidade com no máximo 28 g/cm³.

Quando é um sofá para ambientes externos ou até mesmo em salas de espera, a densidade tanto do assento quanto do braço e encosto podem ser maiores, já que normalmente são itens mais resistentes, nesse caso, há empresas que trabalham com densidade de até 80 g/cm³.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Móveis

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *