Qual é a Melhor: MDP ou MDF?

Na hora de escolher a mobília para a casa nova ou mesmo para dar outra cara ao lar surgem questões bastante pertinentes em relação ao material de que esses itens são feitos. Os dois materiais que aparecem no topo da lista de escolhas são MDP e MDF, mas qual deles é a melhor opção? Qual é mais interessante para cada tipo de móvel? Se você tem essas dúvidas continue lendo para esclarecê-las!

MDP X MDF: Quais São as Diferenças?

MDP X MDF

MDP X MDF

Antes de mais nada é preciso explicar que MDF e MDP são materiais extraídos do mesmo tipo de árvore, eucalipto ou pinus. Também são fabricados a partir do mesmo processo, ou seja, máquinas fazem pressão sobre o material bruto para dar origem aos painéis moldados. A seguir vamos apresentar com mais detalhes as diferenças práticas entre os dois materiais, mas já adiantamos que ambos são excelentes para a confecção de móveis.

Raio-X do MDF

A sigla MDF refere-se à Medium Density Fiberboard, basicamente trata-se de placas de fibra de madeira que possuem média densidade. As placas de MDF são resultantes da combinação de fibras de madeira com resina sintética. No final as placas são bastante uniformes e permitem a realização de cortes em vários sentidos. O móvel fabricado com MDF tende a dar mais liberdade de criação ao designer. Dá até para fazer peças com cortes arredondados.

Raio-X do MDP

Placas de Madeira MDP

Placas de Madeira MDP

As letras da sigla MDP significam Medium Density Particleboard, isso quer dizer que essas placas são resultantes de partículas de madeira que foram prensadas. Uma placa de MDP possui três camadas sendo que a do meio é mais grossa. Trata-se de uma matéria-prima bem estruturada e que aguenta mais peso do que o MDF. Com MDP você pode fazer uma linda escrivaninha, por exemplo, sem medo de por mais peso em cima do móvel.

Um é Melhor do Que o Outro?

Dizer que MDF é melhor do que MDP ou vice-versa é um mito, afinal cada material tem suas características e finalidades. Obviamente que cada tipo de placa de madeira oferece vantagens e desvantagens dependendo do tipo de projeto que se tem em mente. Pensando nisso vamos dar dicas de como acertar na escolha do material de base de acordo com suas necessidades.

– MDP Não Esfarela

Durante algum tempo o MDP foi confundido com o painel aglomerado e recebeu injustamente a má fama de esfarelar. Por ser uma placa feita de partículas prensadas não vai se desfazer com o tempo pode ficar tranquilo.

– Pintura

Móveis de MDF são mais fáceis de pintar do que móveis de MDP pelo fato de serem mais planos e lisos. Além disso, precisam de menos demãos de tinta porque tem menos camadas.

– MDP Para Cômodos Úmidos

Quem está procurando mobília para cômodos úmidos deve dar preferência para os móveis de MDP. Como possuem mais camadas tem mais resistência a ação da umidade e corrosão. Também apresentam menor taxa de expansão quando em contato com a umidade.

– Pode Usar os Dois

Dependendo do projeto é possível fazer uma combinação inteligente de MDF e MDP. Na hora de equipar uma cozinha é possível usar MDP para as prateleiras que precisam ser mais resistentes e MDF para portas de armário em que se quer um design arredondado, por exemplo. Muitas empresas de móveis planejados vêm usando essa técnica de combinação entre os dois materiais.

Quais São as Outras Opções de Materiais?

Nem só de MDF e MDP precisa ser feito o seu projeto de mobília, outros materiais como aglomerado e madeira maciça podem ser utilizados. Madeira maciça é um material confeccionado em seu estado puro sem a adição de resinas ou outras adições. Vai bem para o desenvolvimento de móveis rústicos ou clássicos. É bastante versátil no que diz respeito ao design, mas apresenta um custo elevado e pode demandar manutenção e cuidados especiais.

Madeira aglomerada, por sua vez, são chapas prensadas com resíduos de madeira, resina e cola. Os resíduos em questão podem ser serragem ou em pó fazendo com que esses móveis tenham um custo relativamente baixo. A grande desvantagem desse material é ter baixa durabilidade.

Gostou de conhecer um pouco mais sobre os materiais de confecção de móveis?

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Móveis

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *