Como Fazer Lareira de Inox

Lareiras

Lareiras são utilizadas em ambientes domésticos e têm a funcionalidade de aquecer, e dependendo do lugar são usadas até mesmo para cozinhar. No começo as lareiras eram construídas com o único intuito de se ligar às chaminés para que a fumaça fosse levada embora. Depois de um tempo percebeu-se que dependendo da profundidade e o formato que a lareira possuía havia reflexão do calor para o ambiente.

Na era medieval as primeiras lareiras foram construídas com pedras, que por sua vez tinham a capacidade de absorver e irradiar calor. Com o tempo o tijolo foi se tornando o material mais comum e acessível para a sua construção.

As lareiras também são utilizadas como decoração, podendo ser encontradas de várias formas, tamanhos, modelos e cores. Dando um clima mais tranquilizante e sofisticado para o ambiente.

Uma lareira tem os seguintes componentes: a base, que é seu alicerce, a lareira e a fornalha. Quando a lareira fica na cozinha também possui um guindaste de chaminé, a grelha, câmara de fumaça e um filtro na chaminé.

O uso de ventiladores integrados em algumas lareiras aumentam sua eficiência, pois permitirá levar mais calor para o ambiente através do fenômeno de convecção, em que ocorre a transferência de calor por meio de um fluído, neste caso os gases presentes no ar. Colocar um metal atrás da lareira também pode influenciar no calor que é refletido para o ambiente.

Assim podemos constatar que as lareiras não são nada mais do que um aquecedor reflexivo, ou seja, sua função primordial não é de aquecimento do ar. Isso só ocorre quando há a convecção do calor que a lareira emite para o ambiente.

Malefícios Para a Saúde

Se a fumaça da madeira for inalada por muito tempo pode causar bronquite crónica, doença pulmonar, hipertensão arterial pulmonar e corpulmonalee, que acontece quando há a modificação dos mecanismos de defesa imunológicos do pulmão.

Os gases emitidos devido a queima da madeira compreendem o óxido de enxofre, óxido de nitrogênio, monóxido de carbono e compostos orgânicos aromáticos, que são conhecidos por sua alta toxicidade e por serem agentes cancerígenos.

Lareiras Ecológicas

As lareiras tradicionais a lenha causam danos ao meio ambiente como o desmatamento, liberação de partículas tóxicas no ar, gera o gás monóxido de carbono, o óxido de nitrogênio, o metano e alguns compostos orgânicos voláteis. Para minimizar esse problema pode-se substituir as lareiras normais por lareiras ecológicas, elas possuem menor capacidade de poluição e assim geram um menor impacto negativo ao ambiente.

No mercado há algumas variedades de lareiras ecológicas, como:

Etanol: O fogo desse tipo de lareira é gerado pela queima de um biocombustível, o etanol. Ele se origina de vários tipos de plantas, sendo as mais comuns o milho e a cana-de-açúcar. Se na sua casa já tenha alguma lareira a lenha, este modelo pode facilmente ser instalado sobre ela.

Lareiras Elétricas: As lareiras elétricas utilizam-se de energia para a geração de calor. Por isso qualquer forma de combustível é totalmente dispensável, ou seja, não há a liberação de nenhum componente químico que possa prejudicar o meio ambiente ou aumentar ainda mais o efeito estufa.

Queima de Madeira: A queima da madeira também pode ser utilizada em lareiras, porém de forma consciente. O que isso significa? Significa que a escolha da madeira é crucial pra se obter um sistema mais sustentável. A madeira deve vir de árvores locais ou que já estejam mortas.

Pellet: Pellet é um material produzido a partir de serragem comprimida, casca de árvores, resíduos agrícolas e alguns tipos de materiais orgânicos. As lareiras construídas com pellet têm alta capacidade e eficiência térmica, liberando no ar uma quantidade muito pequena de poluição.

Gás: O combustível utilizado nessas lareiras é o combustível fóssil e há o lançamento de alguns gases poluentes, porém em comparação às lareiras convencionais a quantidade emitida é muito menor. Além do mais, uma de sua grande vantagem é que as lareiras a gás chegam a temperaturas muito mais altas do que as outras citadas acima.

Ecologia

O termo “eco amigável” significa que algo não traz problemas adversos para o meio ambiente. Um produto que é 100% ecológico é muito difícil de ser encontrado. O que na maioria das vezes acontece é que aquele produto gera poluição, porém em baixas quantidades, mas para venderem para um mercado de sustentabilidade que só cresce, os fabricantes dizem que o produto é 100% “eco amigável’’. É preciso averiguar cuidadosamente para perceber quais os danos causados ao meio ambiente.

Quando se diz que algo causa algum tipo de dano ecológico, significa que o objeto ao interagir com o meio ambiente, o afeta de forma negativa. Como ocorre no caso da queima da madeira que emite gases poluentes. Muitas vezes esse mal ocorre também de forma indireta.

Dentro disso o cliente que deseja obter uma lareira e está preocupado com o meio ambiente, pode e deve optar por lareiras ecológicas, estudar todos os prós e contras de cada tipo e ver qual melhor se encaixa no seu propósito.

A lareira mais ecológica dentre as opções descritas acima é a lareira elétrica. Pois não há a produção de nenhum tipo de gás tóxico, 100% da energia é convertida em calor, a temperatura pode ser mudada a qualquer momento de acordo com as suas necessidades, pode ser utilizada dentro e fora de casa, não produz faíscas, contém interruptor de segurança, são recicláveis e podem ser utilizadas dentro das lareiras convencionais.

As desvantagens de se obter uma lareira elétrica é que na falta de energia ela não funcionará e no inverno ela pode ser a grande culpada caso a sua conta de luz venha um pouco mais cara. Para ter certeza que a lareira elétrica irá realmente aquecer o ambiente é preciso saber o tamanho do lugar em que ela será colocada, ou seja, multiplicar a largura pelo comprimento e saber quantos metros quadrados o local possui. É importante saber também suas especificações, como garantia de que ela realmente aquecerá o ambiente completamente.

Como Fazer Lareira de Inox

Como as possibilidades de design para sua lareira são infinitas, o formato que você deseja pode ficar a seu critério, ela pode ser redonda, quadrada, retangular ou um triângulo. O mais importante é lembrar que o queimador deve ficar no centro da lareira com uma certa folga das laterais por questões de segurança.

Para construir uma lareira é só seguir os seguintes passos.

1° passo: Escolher o formato, o design e o tamanho que você deseja que sua lareira tenha.

Lareira de Inox

Lareira de Inox

2° passo: Escolher o material que será utilizado na fabricação da lareira. Nesse caso o material já foi especificado que é o aço inoxidável, já que ele demora muito mais tempo para oxidar, logo o seu trabalho será único e exclusivo de comprar esse aço. Se você quer uma lareira mais simples com um formato sem muitos detalhes, possivelmente encontrarás já pronta em lojas especializadas, tanto a base como o tronco, que será o corpo da lareira.

Mas se ambicionas algo um pouco mais sofisticado e personalizado, você terá que encontrar algum profissional para fazer esses detalhes.

Com a base e a lateral da lareira em mãos, vamos para o 3° passo.

3° passo: Lixar toda a superfície do material.

4° passo: Encaixar a base na lateral do material que será usado especificamente como a lareira e soldá-los para fixar uma parte na outra.

Se desejar pode dar mais um acabamento final, para que ele fique ainda mais bonito.

5° passo: Pode ser colocada no centro da lareira um queimador específico, e não esquecer das distâncias laterais, onde ele precisa ficar posicionado.

6° passo: Na parte superior pode ser fixado através de soldagem um disco com um furo no meio com o diâmetro maior do que o da lareira. Ele servirá para que se possa tampar o objeto.

7° passo: Fazer a tampa, ela é mais simples, pois você só precisará de um disco, ele não precisa ser muito grosso. E basta somente fixar sobre ele um pegador.

Construir esse tipo de lareira é mais fácil do que se imagina e pode ser usado em qualquer lugar e ambiente.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Móveis

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *