A Tecnologia no Mercado de Imóveis

Você já parou para pensar o quanto a sua vida mudou do início dos anos 2000 até agora pela influência da tecnologia? A dinâmica das relações interpessoais foi um dos principais elementos que mudou ao longo da última década e meia e para quem pensa que essas mudanças se deram somente em âmbito pessoal precisamos destacar que também influenciaram diferentes mercados, como o de imóveis.

A relação estabelecida entre as empresas imobiliárias e os potenciais compradores se transformou deixando de falar somente sobre produtos de concreto para falar sobre e com pessoas. O comportamento do consumidor também se tornou outro com a possibilidade de ter acesso a mais informações. Entenda melhor a seguir de que maneira a tecnologia influenciou mudanças no mercado de imóveis.

Influência da Tecnologia no Mercado Imobiliário

Consumidor – Portador da Informação

Quando pensamos como era o mercado de imóveis nos anos 2000 temos a ideia de que faz muito tempo que debutamos no século 21. Há uns 15 anos o consumidor imobiliário não tinha acesso a informações de maneira que dependia das fontes que possuía, isto é, o marketing das empresas imobiliárias e os corretores.

As comunicações feitas por meio de outdoors, páginas de revista, jornais e por ligações dos corretores davam o suporte (único) para que os compradores escolhessem um imóvel para chamar de seu. Contudo, a difusão da internet mudou a situação dando acesso pleno a uma série de informações a respeito do mercado imobiliário e dos próprios imóveis para os consumidores.

Hoje o proprietário de um imóvel pode tratar da venda ou aluguel do mesmo usando um site próprio para esse tipo de negócio sem necessariamente depender da corretora imobiliária. A dinâmica do mercado foi alterada, o poder da informação tornou o consumidor o senhor da relação do mercado imobiliário.

O Consumidor Sabe o que Quer

Os buscadores como o Google e o Bing possibilitaram que as pessoas realizem pesquisas completas sem sair de casa tendo um arcabouço completo de informações sobre o querem e até o que não querem. Atualmente, são os consumidores que procuram os corretores e já lhes dão as diretrizes de que tipo de imóvel desejam. Um comportamento que contribuiu para que o processo de busca e compra de imóveis se torne mais rápido e simples.

Comunicação Mais Pessoal

A compra de um imóvel passou a ser tratada como algo mais pessoal nos últimos anos especialmente pela nova lógica de comunicação estabelecida pelas redes sociais. Se antes eram criados anúncios e textos prontos que deviam ser repetidos a exaustão para penetrar no imaginário do consumidor agora a ordem é criar conteúdo original e relevante.

O acesso a uma grande quantidade de informação que a tecnologia possibilitou fez com que se mostrasse imprescindível criar algo mais atrativo para que o consumidor queira ser exposto a tal comunicação. A partir desse ponto se percebe que não se trata mais de vender coisas para pessoas e sim de vender estilo de vida e felicidade para as pessoas que estão em busca de um imóvel.

Tópicos Importantes Sobre a Tecnologia no Mercado de Imóveis

O avanço da tecnologia transformou a relação entre empresas imobiliárias, corretores e consumidores de imóveis. Certamente quanto a isso ninguém tem a menor dúvida, porém, ainda existem pontos que estão passando por ajustes. Como tudo na vida é preciso algum tempo para que todas as partes cheguem a um consenso.

Sites Responsivos

Em poucos anos o celular se transformou em smartphone com internet que permite pesquisar qualquer tema em poucos segundos. Esse fato trouxe uma questão muito relevante para as empresas imobiliárias assim como para os corretores, trabalhar com um site responsivo, isto é, adequado para ser aberto na tela do smartphone ou tablet.

Nem entraremos no mérito de falar sobre as empresas precisarem ter um site com todas as informações atualizadas sobre os seus imóveis, pois isso há alguns anos já é uma exigência mínima do mercado. Porém, com o crescimento do acesso a internet sem fio se mostrou importante também cuidar para que o site da empresa possa ser aberto em diferentes tamanhos de telas.

Plataformas Imobiliárias

Uma das principais mudanças que a tecnologia promoveu no mercado de imóveis diz respeito à forma como os corretores administram a sua carteira de clientes e imóveis. Se antes era necessário ter uma agenda robusta com inúmeros prospectos sobre os imóveis para distribuir fisicamente, agora bastam alguns cliques em funcionais planilhas de softwares desenvolvidos para a finalidade de gerenciamento.

Tour por Vídeo

Outra tendência que cresce no mercado imobiliário diz respeito a principal forma de conhecer os imóveis. As tradicionais visitas físicas aos imóveis foram substituídas por tours por vídeo em que os interessados podem conhecer todos os pequenos detalhes do objeto de seu interesse sem nem sair da sua cadeira. Muitos sites de imobiliárias contam em seus sites com esses tours.

Geolocalização em Anúncios

Trata-se de um assunto polêmico, a geolocalização significa que o anúncio do imóvel deve conter a sua localização exata, algo que pode fazer com que alguns consumidores atravessem a função do corretor propondo negócio diretamente aos proprietários. Embora essa possibilidade exista não pode ignorar que anúncios que não tem essa informação exata perdem relevância para muitos potenciais consumidores.

No mercado imobiliário a discussão é bastante séria e uma solução possível pode estar na oferta de serviços melhores por parte das empresas imobiliárias e dos próprios corretores. A verdade é que a geolocalização possibilita que um interessado num imóvel em determinada região encontre as melhores opções com poucos cliques e pesquisas menos detalhadas.

Investimento em Redes Sociais

As imobiliárias que desejam se manter em alta no mercado já perceberam que devem direcionar o maior bolo de investimento de marketing para as redes sociais e não mais para canais tradicionais como revistas, rádios ou outdoor. Não basta apenas fazer postagens regulares em perfis frios, as empresas precisam criar engajamento em seus seguidores para que em algum momento eles possam ser convertidos em consumidores.

Mensagens

Hoje em dia é difícil encontrar alguém que prefira receber uma informação sobre um imóvel por ligação telefônica do que por mensagem. A verdade é que a tecnologia diminuiu o tempo que as pessoas tem para tratar de seus assuntos e dessa forma receber mensagens com fotos e informações diretas é muito mais efetivo.

Aplicativos

Os aplicativos de anúncio de imóveis para compra e aluguel têm crescido nos últimos anos de maneira que tornaram os negócios mais simples. Quem quer se mudar, por exemplo, só precisa baixar em seu smartphone um aplicativo desses e começar as suas buscas com dados das principais imobiliárias do país.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Imóveis

Artigos Relacionados


Artigos populares

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *