Ideias Sustentáveis Para Casas

O mundo atual giro em torno da sustentabilidade, por isso, quanto mais tornarmos nossa casa sustentável, através de alternativas simples e práticas, mas iremos colaborar com o meio ambiente e com as gerações futuras.

Medidas Simples Para Deixar a Casa Sustentável

Deixar de usar as sacolas plásticas e ainda separar o lixo para a reciclagem são formas mais simples e as primeiras que podem ser tomadas para viver num ambiente sustentável. Porém, elas não são as únicas que podem ser feitas por quem possui consciência ecológica.       Há várias iniciativas básicas, e que tem baixo custo, para serem usadas já na construção, ou no paisagismo e decoração da casa, que podem contribuir para o meio ambiente.

Medidas Simples Para Deixar a Casa Sustentável

Medidas Simples Para Deixar a Casa Sustentável

Ideias

Por exemplo, contra o consumo exagerado e o desperdício, basta fazer o aproveitamento das peças antigas, aquelas herdadas dos avós ou tios, e até mesmo compradas em lojas de móveis usados ou antigos. Além deles trazerem boas lembranças ainda podem compor uma decoração bastante diferente mesclando com os móveis atuais e, caso queira mudar um pouco é só dar uma repaginada nos mesmos, usando a decoupage.

Ideias

Ideias

Também é possível se preservar as árvores durante a reforma ou construção de casas, é só fazê-las parte do todo, lembrando que além de deixar o visual mais bonito, ainda deixam o ambiente mais tranquilo e arejado.

Outra opção é usar nos assentos de cadeiras e sofás tecidos, especialmente aqueles de algodão, pois são menos duráveis que o sintético quando descartados na natureza. Além disso, é possível restaurar os móveis sempre que se cansar deles ou simplesmente mudá-los de lugar, para criar uma situação diferente e valorizar o que se tem à mão.

O Que é Ser Sustentável e Ecológico

Ter hábitos sustentáveis é ser consciente: fazer o máximo que se puder com o que se tem mais próximo.

Saiba Mais

  1. Tem um movimento que abrange todo o mundo que pede o reuso daquilo que já temos em casa ou mesmo daquilo que seria descartado por outras pessoas e empresas. Desta forma, um móvel ou objeto que não lhe serve mais pode ser útil ao vizinho ou para seu filho. Com uma nova visão sobre os objetos, é fácil descobrir outros usos para a mesma coisa. Com isso, uma boa pintura ou o uso de um tecido colorido e novo pode ser o novo destaque na decoração.
  2. Improvise sempre. Por exemplo, já pensou em usar caixas de legumes e frutas, que são descartadas no lixo de supermercados e entrepostos? Elas podem ser empilhadas, presas, e pintadas e assim formar uma estante para guardar objetos, livros e revistas. Há bastante tempo, na Europa, os caixotes de madeira, que são utilizados para o transporte produtos e eletrodomésticos, são usados na produção de pisos e mobiliários. A ideia sustentável já vem conseguindo muitos adeptos também aqui no Brasil.
  3. Diminuindo o consumismo. Ainda há outro movimento que vem arrebanhando público entre designers e arquitetos, é o chamado low-tech, que se coloca como oposição ao high-tech. Ele prega que não devemos sair por aí trocando a geladeira ou qualquer outro eletrodoméstico que temos em casa, e apresenta bom funcionamento só porque o mercado lançou um modelo mais moderno. Se por acaso ganhar outro, doe o antigo a aquelas pessoas que não possuem um, mas não se deve descartar simplesmente. Porém, há um problema que não pode passar despercebido, caso o aparelho seja antigo demais, pode consumir excessivamente a energia, por isso, é melhor substituí-lo, senão uma coisa não compensa a outra.
  4. O reaproveitamento de embalagens. Já pensou em usar as embalagens legais de produtos que tem em casa, como as latas de chá, de leite em pó, as caixas de papelão, os vidros de azeitona e geleia, todos podem se mostrar bastante úteis. Por exemplo, para organizar recados, fotos ou ainda peças de roupa miúdas na gaveta ou quarto, utilize as caixas fazendo uma forração de papel ou tecido. Para o escritório, as latas revestidas com tecido ou pintadas servem muito bem como um bonito e divertido porta-treco ou porta-lápis. Os vidros podem se tornar vasinhos decorativos para as mesas de casa de festas. Inclusive, uma lata grande de tinta pode se transformar num banquinho com um confortável assento estofado.
  5. As ideias do tempo da vovó. Nada pode ser mais quente para o corpo e para a alma que uma confortável e macia manta de patchwork feita a partir do uso de retalhos de tecidos, que pode até mesmo aproveitar partes de roupas que não se usa mais. Além de usar como cobre leito ou manta sofá, podem ainda ser adaptadas como revestimentos de paredes ou cortinas. O mesmo pode ser feito com restos de tapetes, ainda que tenham estilos e texturas diferenciadas, pois rendem um modelo bastante moderno e único.
  6. O mundo moderno. Num mundo contemporâneo e moderno como o nosso, os móveis que acumulam dupla função ou flexíveis, são sempre as melhores escolhas para os apartamentos e as casas, ainda mais aquelas que apresentam um espaço mais reduzido. As ideias podem ser as mais inusitadas possíveis como usar a metade de uma mesa de pingue-pongue como mesa normal, colocando cadeiras e tudo o mais, basta prendê-la à parede.
  7. Se você não tiver móveis herdados da família ou de amigos, recorra sempre a lojas de móveis usados ou ainda a entidades beneficentes que vendem o fruto de doações. É possível adquirir peças de época, com design bem clássico e elegante, com preço bastante bom. Nesses locais ainda podem oferecer serviços de restauração.
  8. Há um teste que recebe o nome de pegada ecológica e pode ser feito a partir do acesso do site da WWF que aponta se a pessoa possui consciência ecológica através da quantidade de metros quadrados que ela usa para habitar. Também leva em consideração que, se cada pessoa morar em uma casa grande, não terá no mundo para todas as pessoas no mundo. Conforme esse pensamento, um local que seja multiuso é a atitude mais certa e sustentável a ser usada.

A partir dessas pequenas mudanças é possível ajudar o planeta e as gerações que virão.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Dicas

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *