Fornecedores De Massa Para Vidro

Conhecemos muita gente que fica vivendo durante muito tempo em casas não acabadas por não possuírem dinheiro para terminar. Sabemos que é bem complicado ter a casa própria e como isso se torna o sonho para muitos ao longo das nossas vidas. Adquirindo um imóvel, ou apenas uma sala, sempre queremos um sentimento de pertencimento e que pode se transformar em lar. Isso ocorre quando nos identificamos com o que o local nos transmite.

Se você compra uma casa que necessite de reformas mas você não possui dinheiro para arcar com essas despesas, lembre-se que existe muitas maneiras de se economizar, mas é claro é preciso botar a botar a mão na massa e realmente fazer mudanças você mesmo. Mas para que isso aconteça, é necessário o mínimo de conhecimento sobre determinadas propriedades de alguns materiais que você irá trabalhar, como o vidro, a madeira e outros mais comuns.

A maioria desses conseguimos já comprar prontos e já cortados, o que facilita bastante na hora de colocar se você entender um pouco das aplicações. Sabemos que madeiras são pregadas com furadeiras, pregos e parafusos. Agora o vidro necessita de um suporte e normalmente ele é colado com colas ou massas especiais.

Vidros

O vidro surgiu de diversas formas para diferentes culturas, mas a mais comum de se contar é que ele surgiu por acaso, já que ele necessita somente de areia e calcário e aquecer. Com isso historiadores afirmam que o mesmo surgiu com humanos fazendo fogueiras em praias que possuíam os elementos necessários. Alguns navegantes que utilizavam as praias para se aquecerem em dias frios e com isso ocorreu essa mistura de matérias-primas naturais resultando no vidro. Essa descoberta está datada entre 7000 a.C na região onde se localizam os fenícios, babilônios e os sírios.

Depois que as civilizações seguintes conseguiram modelar melhor a composição do vidro e suas propriedades ele começou a ser muito comum nas decorações, nos artefatos domésticos, em alguns ambientes de construção e em diversos outros produtos mais isolados como fibra ótica, lentes, lâmpada e automóvel. Com o tempo algumas tecnologias melhoraram a pureza do material e agilidade de sua fabricação, mas a matéria-prima ainda continua a mesma, com essas evoluções muito foi mudado e as aplicações puderam ser mais diversificadas.

Em termos mais químicos, o vidro é composto por areia, carbonato de sódio encontrado nas barrilhas, o óxido de alumínio e o calcário que inicialmente era encontrado nas conchas. Em caso de vidros decorados pode haver corantes ou descorantes dependendo da finalidade.

Para os diferentes tipos de finalidade existem vidros diferentes, com porcentagens em sua composição diferentes, alguns que são especialmente para embalagens e não possuem risco de contaminar comidas e bebidas. Outros vidros que necessitam ser mais resistentes e por isso mais caros são os planos que fazem janelas, fogões, microondas e automóveis. Já os vidros domésticos possuem algumas diferenças entre si, alguns podendo suportar grandes temperaturas e outros não, dependendo da marca e da qualidade.

Há também algumas utilizações bem inusitadas que não fazemos a menor ideia como em mantas, tecidos e outros fios, tentando gerar um isolamento. Esses são as chamadas fibras de vidro. Além disso também o vidros técnicos usados em lâmpadas, garrafas térmicas, vidros oftálmicos e outros objetos mais profissionais.

Mesmo com milhares de anos após a descoberta, o vidro ainda é feito de maneiras mais simples. Basicamente todo o material é despejado em um misturador e depois levado ao forno até no ponto de fusão e derreter, com ele ainda quente é despejado em locais de conformação para criar realmente uma forma que for desejada.

Depois desse processo é esfriada lentamente, pelo processo de recozimento, para que as tensões que são formadas sejam aliviadas e que o vidro não apresenta tantos problemas por conta da resistência.

É um material muito recomendado principalmente por ser 100% reciclável, conseguindo obter totalmente um novo produto se for bem separado de acordo com tipos citados acima e com o maquinário correto.

Massa Para Vidro

Para conseguir fixar o vidro nas janelas e portas é necessário um massa, que é muito conhecida por ter outras funcionalidades como limpar carros, já que possui uma grande aderência e com isso acontece dela retirar todas as impurezas que lavagem simples não conseguiria.

Devido a essa aderência que ela é utilizada para “colar” vidros com tanta facilidade. Há algumas receitas bem básicas que dizem ter o mesmo efeito de uma massa de vidraceiro, mas antes de tentar fazer teste para não deixar grandes vidros quebrarem por bobeira. A massa quando seca não pode mais ser retirada, por isso ao aplicar tome bastante cuidado. Tente não expor em sua pele a massa, pois pode causar irritação e dificuldade de sair.

Abaixo você encontra um vídeo que explica o passo a passo de como fazer uma massa de vidraceiro, ajudando bastante na hora de reformar algum ambiente.

Para finalizar, não deixe de aproveitar ideias que surgem na sua cabeça, dinheiro pode ser o problema muitas vezes, mas inovações bem mais baratas como essa que podem ser a mudança que você procurava na sua casa. Mas não esqueça de procurar profissionais caso alguma aplicação não der muito certo.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Dicas

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *