Como Receber Bem os Convidados

Convidar é, acima de tudo, o ato de uma pessoa chamar a outra para fazer algo ou ir para algum lugar. Geralmente convidamos uma pessoa para um passeio, para um cinema, assistir uma peça de teatro ou algo do tipo. Também podemos convidar alguém para uma festa ou até mesmo para visitar a nossa casa. Um convite pode partir sem segundas intenções, apenas por educação, por um hábito de força maior ou com segundas, terceiras e quartas intenções.

Assim como às vezes recebemos convites só por educação, às vezes devemos negar alguns convites também só por educação, mas nem sempre é o caso. Quando aceitamos um convite, esperamos um mínimo de educação e gentileza, não é? Mas muitas pessoas ainda não sabem como tratar um convidado corretamente. Vejamos agora algumas dicas de como tratar um convidado em várias situações e locais.

Convidados em Casa

Um dos convites mais comuns nos dias de hoje é o de “Passa lá na minha casa”. Um programa a domicílio é barato, prático e seguro. Você vai estar no conforto da sua casa ou na casa de um conhecido, e querendo ou não você acaba sempre conhecendo novas pessoas.

Apesar de a cada diz se tornar mais comum, devemos ter a consciência de que não devemos colocar qualquer um dentro de nossas casas. Quando chamamos alguém para nos visitar em nosso espaço, tenhamos em mente em deixar a pessoa bem à vontade, afinal ela vai estar acanhada por estar em um espaço desconhecido.

Quando dizemos à vontade, é à vontade. É óbvio que certas coisas são “inadmissíveis” para um visitante de primeira viagem (como ir direto na geladeira), mas caso você tenha convidado alguém para assistir um filme, deixe que a pessoa escolha o filme. Pergunte qual bebida a pessoa prefere e, no caso de um lanche, também deixe a pessoa expressar seu gosto. O convidado provavelmente vai ser educado o suficiente para dizer que “o que tiver está bom”, mas se você conhecer a pessoa bem você saberá o que servir.

Caso o convite seja para a pessoa dormir na sua casa, ofereça a ela o canto mais confortável o possível. Lembre-se que a ordem é deixar o convidado bem à vontade.

Muitos Convidados em Casa

Caso você convide muitas pessoas para a sua casa (uma festinha, ou uma festa um pouco maior, um filme em grupo…) se preocupe se a galera toda se conhece. É muito ruim você estar em um ambiente onde você conhece apenas uma ou duas pessoas, assim como também é péssimo você estar no meio de uma galera onde você tem desavença com alguém. Pense nisso e procure saber se todos se conhecem ou, no mínimo, se dão bem. Ao convidar a galera, vá avisando quem você chamou, assim é possível evitar algum mal estar na reuniãozinha.

Convites Mais Românticos

Quando estamos conhecendo alguém com segundas intenções, geralmente convidamos a pessoa para passear. O convite pode ser um cinema, assistir uma peça de teatro, um jantar… São várias as opções de passeios românticos. Se você não conhece a pessoa muito bem, o ideal é que você pergunte a ela o que ela gostaria de fazer ou para onde ela gostaria de ir. Imagine a seguinte situação: você convidar a moça para sair, e resolve levá-la a um restaurante japonês muito bem visto na cidade, mas a moça não come comida japonesa… Que papelão, né?

Se você não conhece a pessoa bem, ou se você não conhece a pessoa a tal ponto, pergunte, questione. É melhor perguntar do que pagar um mico.

A regra da etiqueta (ou da sociedade, não se sabe ao certo) diz que o homem deve pagar. Até pelo machismo que, até pouco tempo atrás, as mulheres não trabalhavam. Outra regrinha já diz que quem convida, paga. E caso quem convide for a mulher?

Uma solução muito usada pelos casais atuais é a de dividir a conta. Jantar, cinema, um parque… Até mesmo motel os casais tem pago cada um o seu ou rachado a conta.

Festas Caseiras

Nos últimos tempos as pessoas tem se casado, tido bebê ou mudado de casa e, com a modernização do mundo, uma coisa que ganhou fama foram os chás. Chá de panela, de cozinha, de bebê, de fralda, de casa nova… Entrando também nessa lista de festinhas feitas em casa, podemos incluir festas de aniversário mais íntimas.

Quando organizamos uma festa desse tipo devemos tomar alguns cuidados. Provavelmente você conhece todos os convidados, mas os convidados provavelmente não se conhecem entre si. Apresente-os quando você estiver falando com alguém e um terceiro vier falar com você. Receba todos carinhosamente e indique-os onde ficar.

Preocupe-se com a música ambiente. Nem todo mundo tem o mesmo gosto que você, assim como você não deve agradar apenas os convidados. Faça uma mistura com músicas temas (se for um chá de bebê ou de fralda, você pode colocar músicas infantis, por exemplo) com músicas de seu próprio repertório pessoal.

Lembre-se também de fazer uma interação geral. Você não pode ficar se sentando de mesa em mesa, conversando dois minutos aqui, dois minutos ali. Que tal fazer algumas brincadeiras temáticas? Em alguns chás ou festas de aniversário as pessoas fazem a brincadeira de o presenteado descobrir o que é o presente. Se a pessoa acertar, tudo bem mas, caso erre, dependendo da festa, a pessoa paga um mico, ou tira uma peça de roupa (depende da organização da festa).

Outra preocupação dessas festinhas é a alimentação. Calcule quantas pessoas você convidou e coloque alguns números de sobra (às vezes um convidado leva alguém de última hora). Nessas horas é melhor sobrar do que faltar, não é mesmo? No cardápio, procure colocar coisas que em toda festa tem (bolo, salgadinhos, docinhos, tortas…), assim o risco de errar é bem menor do que se você for fazer uma comida mais específica.

Receber um convidado não é algo tão simples assim, mas não é a coisa mais difícil do mundo. Um convite nem sempre deve estar coberto de formalidades, mas dependendo da pessoa não é correto viver o convite nas informalidades. Saiba se portar de acordo com a ocasião, com a companhia e com o local que envolvem o convite. O segredo é deixar que o convite seja bem natural, assim tudo vai sair mais natural ainda, evitando alguma catástrofe ou algum mico de ambos os lados.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Dicas

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *