Empreendimentos Com Área Verde Crescem em SP

Grande Tendência

Os imóveis e casas pré fabricadas como qualquer outro mercado apresentam tendências de um período para o outro que são varáveis, exigindo que quem oferece o produto atenda as demanda se quiser se manter competitivo. No setor imobiliário vale a mesma regra, e o que vemos na cidade de São Paulo é uma grande tendência por empreendimentos que possuam áreas verdes e bosques privados e integrados ao conjunto. Atendendo esta demanda podemos ver em vários bairros da cidade florescerem edifícios com bosques integrados em sua área, onde os moradores podem fazer caminhadas, sentar e relaxar e ouvir o canto dos pássaros. A tendência vem de encontro com a nova legislação  que proíbe a suressão de qualquer forma da Mata Atlântica em todo país, que em conjunto com o Atlas Ambiental, o Código Florestal e o Plano Diretor de São Paulo, estimulam a preservação dos remanescentes da cidade. Assim este novo estilo e preferência dos compradores chega num momento apropriado ás pranchetas dos engenheiros e construtores. Neste segmento há duas alternativas, ou cercam áreas já existentes de mata ou então reflorestam terrenos antes desmatados.

Novos Empreendimentos com Áreas Verdes

Na cidade de São Paulo pelo menos 4 novos grandes empreendimentos estão sendo construídos dentro deste novo conceito. São condomínios com selo ambiental que tem em seu entorno bosques privativos, cercados.  O Villaggio Panamby construído pela Gafisa é um belo exemplo, com 58.000 m² de mata, fazem os moradores a pensar que não estão dentro de São Paulo, e sim numa pequena cidade do interior. A obra das casas ideais foi erguida em diversas etapas e neste ano foram entregues as duas torres finais. Contemplando em sua área o bosque, clube, pet shop, padaria e cabeleireiro o empreendimento logo se transformou num modelo de sucesso. No bairro Morumbi, está sendo construído o Paulistano Bairro Privativo, com 55.000 m² de área de reflorestamento e no Tatuapé estão sendo vendidas unidades do condomínio Central Park Prime, que deverá possuir 8.000 m² de bosque.

Projetos Ambientais

Os empreendimentos com áreas verdes desenvolvem juntamente com o projeto arquitetônico de casas ecologicas e um grande projeto ambiental é o que está acontecendo com o Paulistano Bairro Privativo, que deverá construir também a área verde, com 2,8 mil mudas de arvores, enquanto mais 9,8 mil mudas vão para outras áreas da região, atendendo a lei da compensação ambiental. Este condomínio será todo murado, inclusive a área verde. O Central Park Prime também terá uma área de bosque plantada e algumas das arvores devem ser batizadas com o nome das famílias dos moradores.

A tendência do mercado imobiliário dos empreendimentos com áreas verdes não é somente um beneficio para os edifícios mais nobres, essa tendência também chega para os empreendimentos e comodidade em condomínios para pessoas de baixa renda. Esses projetos proporcionam áreas de lazer e melhora a qualidade de vida de seus habitantes.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Notícias

Artigos Relacionados


Artigos populares

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *