Edifício Doente

Estudos mostram que o uso de cobre em componentes dos aparelhos de ar condicionado é capaz de combater a Síndrome do Edifício Doente. O cobre possui propriedades antimicrobianas e está sendo testado em aparelhos de ar condicionado com o objetivo de aumentar a eficiência destes e especialmente conseguir reduzir ou até mesmo eliminar de vez a proliferação de infecções e também do mau cheiro que o mofo provoca. Memos em casas ecologicas o cheiro de mofo que sentimos ao ligar os aparelhos de ar condicionado tem sua origem nos fungos que se desenvolvem no interior do aparelho e podemos imaginar que em edifícios isto aconteça em escala bem maior devido ao grande número de aparelhos que se concentram em locais assim. Para erradicar isso é preciso que se encontrem Soluções inteligentes para Problemas Difíceis, uma vez que esses locais por serem escuros e úmidos se tornam propícios ao desenvolvimento de fungos e bactérias que com o tempo prejudicam inclusive o bom funcionamento destes aparelhos.

Edíficios Doentes

Edifícios Doentes

O que é Síndrome do Edifício Doente?

Segundo a Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos, esse termo serve para caracterizar situações sérias em que ocupantes de edifícios desenvolvem problemas de saúde em que as causas parecem ter relação com o tempo que essas pessoas ficam em lugares fechados onde as condições de ventilação não são boas. Esse é um problema que pode se localizar num apartamento, em apenas uma sala ou então no edifício todo quando então estaremos diante da Síndrome do Edifício Doente. A Organização Mundial de Saúde alerta para o fato de que o material usado na construção dos aparelhos pode ser a fonte de contaminação do ar interior o que é uma grande preocupação para toda a Área Saúde que já vem recomendando a modernização dos aparelhos de ar condicionado, com o uso de cobre, em vários tipos de edifícios que sofrem com a Síndrome, como teatros, cinemas, hospitais, escritórios, restaurantes, hotéis, Escolas, lojas, casas pré fabricadas etc.

Pessoas

Pessoas

Preocupação com construções modernas

Há uma grande preocupação com o controle na proliferação dessas bactérias e fungos que tem origem no ar condicionado, tanto em prédios de Apartamentos de luxo novos como em outros empreendimentos modernos destinados a área comercial e de serviços, pois se acredita que a exposição a esses microorganismos possam ser a causa de mais de 60% de enfermidades que ocorrem em edifícios o que para pessoa com imunidade comprometida pode resultar em infecções severas e em muitos casos levar a óbito.

Sindrome

Sindrome

O uso de cobre antimicrobiano

Já foi demonstrado que as palhetas de alumínio que se usam em aparelhos de ventilação e calefação e também no ar condicionado mesmo em casas inteligentes ou em edificios são fonte de desenvolvimento de micróbios. Hoje as pesquisas realizadas comparam o desempenho desse material com o uso de cobre onde foi comprovada a eficácia das propriedades antimicrobianas de várias ligas de cobre. São Experimentos Reveladores que podem contribuir em muito para a redução da Síndrome do Edifício Doente e com certeza poderá reduzir também os índices de infecções hospitalares.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Notícias

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *