Como Evitar Dor de Cabeça na Hora de Reformar

Fazer reforma em casa já nos traz um trabalhão e quando não planejamos corretamente, podemos ter muito mais trabalho do que imaginamos. Saber escolher e planejar cada passo da sua reforma é sim importante mesmo que sejam os mínimos detalhes, muitas vezes são esses mínimos detalhes que se tornam grandes problemas. Contratar um arquiteto muitas vezes está fora dos nossos recursos e mesmo que esteja saber um pouco sobre cada passo da sua reforma é importante para evitar que você seja enganado.

.

Você com certeza deve lembrar-se do acidente que aconteceu no Rio de Janeiro no começo de 2012, onde três edifícios do centro da cidade desabaram e acabou causando a morte de 17 pessoas. Não que o acidente tenha acontecido somente por obra mal planejada, o tempo e a falta de manutenção contam bastante, mas esse é mais um exemplo de tantos outros que já aconteceram no nosso país onde a falta de uma boa estrutura na hora da construção, pode custar vidas futuramente.

Reforma

Reforma

Partindo desse princípio, enumeramos algumas questões que são indispensáveis na hora de planejar a sua reforma. Seguindo todos esses passos, com certeza você não terá dor de cabeça e sua reforma terminará de uma forma segura tanto para você quanto para quem esteve envolvido. Vamos começar então?

Orçamento e Planejamento

Esses devem ser os dois pontos cruciais para iniciar uma reforma. Não existe planejamento bom sem um orçamento bem feito e não existe orçamento certo e barato sem um planejamento bem elaborado. Os dois andam sempre juntos e dependem diretamente um do outro, por isso devem ser os primeiros a entrar em pauta quando o assunto é reforma em casa e sem dor de cabeça.

Você deve partir do orçamento apenas na ideia sobre quanto você vai investir na sua reforma. Isso deve ser feito sem fazer planejamento algum, somente tendo com base as suas economias. Sabendo quanto pode gastar aí sim você deve partir para o planejamento. Elabore pautas e discuta cada uma delas minuciosamente. Não deixe nada de fora da sua reforma, todos os gastos devem ser apontados e entrar no seu orçamento, são gastos a princípio mínimos, que no final acabam fazendo toda a diferença na hora de pagar as contas.

Planejamento

Planejamento

Estabelecendo os Prazos

Toda reforma precisa ter um prazo de execução. Se você contratou um arquiteto e sua equipe, já na apresentação do projeto ele dará a você um prazo para servir como base para sua reforma. Geralmente esse prazo já é dado levanto em consideração alguns atrasos, porém caso aconteça algum problema que estenderá mais ainda a reforma na sua casa, você será informado. Mas ainda existem aqueles casos onde você contrata funcionários informais e aí sim, se você não entrar em um acordo com eles e acompanhar todos os prazos estabelecidos, assim como cobrá-los, você poderá ter problemas.

Se você está reformando a sua casa perto de uma data especial como natal, páscoa, carnaval ou até mesmo férias, onde possivelmente você receberá visitas em casa, estabeleça um prazo máximo com pelo menos 1 semana antes dessas festividades começarem, para dar tempo você arrumar a sua casa com mais tranquilidade e atenção.

Conhecendo os Profissionais

Tomar essa atitude é importante para que você não tenha problemas com os dois fatores citados mais acima. Saber com quem você trabalha é importante para saber exatamente para quem você estará entregando a sua residência. Não falamos apenas na questão da segurança da reforma, mas também em relação a segurança pessoal, sua e da sua família, afinal essas pessoas terão acesso à sua casa por determinado tempo.

Pesquise sempre todos os profissionais que você irá contratar e evite contratá-los sem referência. Sempre temos aquele amigo ou parente que recentemente fez reforma em casa e pode nos recomendar algum profissional de segurança. Caso não tenha indicação, peça referências com nomes e contatos ao próprio funcionário ou pesquise informações sobre o mesmo na internet.

Escolhendo com Cuidado o Material

É devido a falta de atenção nesses casos que muitas obras desabam algum tempo depois. Temos um imenso defeito de querer baratear todos os custos e as vezes isso não é vantajoso pois no final das contas, acabamos por gastar mais. Então se tiver que economizar na sua obra, que não seja no material de construção, esse deve ser sempre um bom material mesmo que não seja o mais caro.

Organizando o Espaço

Jamais comece uma reforma sem organizar o espaço a ser reformado ou você terá muito mais gastos do que pensa. Tire móveis, quadros ou o que pode ser danificado e perdido do ambiente em reforma. Caso você vá reformar a casa inteira, vá fazendo essa transição de móveis entre os vãos, a medida que eles são reformados. Caso não tenha como retirar do ambiente, por serem de difícil locomoção ou por serem projetados, proteja-os ao máximo que puder. Você pode utilizar apenas papel para proteger contra a tinta até coberturas especiais que evitam desgastes e arranhões.

Evite Problemas com Vizinhos

Apesar de ser um caso bem fora da sua reforma, isso existe e muito. Os motivos são diversos mas podemos citar dois que são cruciais e geralmente aparecem no topo da lista quando o assunto sobre problemas com vizinhos é comentado.

  • – Barulho: evite começar cedo demais ou terminar cedo demais a sua reforma, estipule horários e evite problemas de relacionamento. O ideal é que a reforma aconteça de 8 até as 17 horas e não inclua finais de semana.
  • – Sujeira: evite deixar entulho e restos de qualquer lixo da sua reforma em áreas que não seja a da sua residência. Isso incomoda e pode gerar acumulo de poeira, bichos e até mesmo mendigos.

.

Acompanhando a Reforma

Se você não conhecer muito bem a pessoa que vai reformar a sua casa, jamais entregue a sua reforma de olho fechado ao profissional. Observe, acompanhe e principalmente, opine. Saber exatamente o que está sendo feito na sua residência é um direito seu, afinal você irá usufruir dessas mudanças depois e saber exatamente o que e como foi mexido é muito interessante para qualquer reforma, mesmo que sejam as menores.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Imóveis

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *