Como é Feito o Aglomerado de Madeira?

A importância da natureza em nossas vidas vai muito além do que realmente contabilizamos todos os dias. Tudo em nossa volta depende de algum componente natural e muitas vezes não valorizamos isso. As pessoas têm acompanhado cada vez mais de perto o desenvolvimento da tecnologia e ainda sim não percebem o quanto podemos conhecer sobre a natureza e ajuda-la para que o futuro seja mais sustentável.

São muitos materiais naturais que são explorados todos os dias pelo mundo todo, o que não é mostrado é que muitos desses recursos não são devolvidos de maneira igual, tendo um possível prejuízo ao futuro. A forma como as pessoas retiram esses materiais são excessivas, muito além do que realmente é necessário.

Evoluímos muito em formas de produção, antes uma única pessoa fazia todo o processo de artesanato, hoje com máquinas, existem produtos que nem passam por mãos humanas. Conseguimos utilizar a nosso favor esse desenvolvimento para diminuir, por exemplo, o desmatamento.

A madeira é um dos recursos mais utilizados, principalmente pela sua vasta utilização. Já existe processos de modificação que faz até mesmo a utilização da madeira ser reduzida para conseguir reduzir a quantidade, mas manter a qualidade. Sendo um pequeno avanço que será comentado com mais detalhes logo abaixo.

Madeira

Para entender o processo citado acima é interessante saber um pouco mais sobre propriedades contidas na madeira. Não é qualquer árvore que consegue formar boas madeiras utilizadas para construções, móveis e outras utilidades. A grosso modo é formada pelo tecido de plantas lenhosas, normalmente esse tecido se encontra no caule ou tronco que servem de sustentação para essas plantas. Sempre vemos grandes árvores representando as madeiras comercializadas.

Madeira

Madeira

Por ser um material muito resistente e tecnicamente leve comparado com outros compostos é muito comum fazer parte de sustentação de construções e outros fins estruturais. Antigamente o guarda-roupa, ou a cama que você comprava eram feitos de madeira pura, o que os encareciam muito e também deixava sem muitos detalhes, já que é um material orgânico, compostos por fibras de celulose.

As maiores contraindicações do uso de madeira são pelo fato de não ser muito boa com água, podendo absorve-la e deteriorar por dentro. Outro ponto a considerar é que ela possui propriedades físicas dependendo da forma que for implementada, podendo empenar e outros detalhes.

Há muitas espécies de árvore que podem oferecer uma madeira de qualidade, normalmente são aquelas perenes, ou seja, que estão com folhas o ano todo, ou então lenhosas, que já possui um caule bem espesso e de grande comprimento. Há árvores do tipo que demoram anos para chegar na espessura desejada, enquanto outras avançam seu diâmetro em velocidades absurdas. O problema é que para o crescimento dessas árvores a necessidade um solo de qualidade é bem grande. E por isso é bem perigoso quando um desmatamento ocorre e nenhuma atitude é providenciada para manter as propriedades férteis do solo.

É claro que com a tecnologia bem avançada dos dias atuais já é possível de se ver no mercado materiais sintéticos, mas ainda a maioria depende dessa matéria-prima para melhores combinações.

Utilidades Da Madeira

Além de simples móveis e estrutura de construção, a madeira já foi muito utilizada como uma maneira de energia com o carvão e lenha para cozinhar. Há também formas de utilizar a madeira para transformação em papel através da celulose, ou então extração da borracha. Além disso é possível ver alguns compostos orgânicos retirados da madeira na Indústria Química.

É de suam importância na construção de navios, na marcenaria, arquitetura e outros. O grande problema é a forma de exploração que além de devastar florestas inteiras, eliminam grandes habitats de animais presentes naquele ecossistema, afetando a biodiversidade, além de prejudicar as ações climáticas e tudo relacionado a sustentabilidade.

O Aglomerado De Madeira

É um tipo de material derivado da madeira. Para muitas pessoas pode parecer uma forma de economia, mas também faz parte de uma qualidade em um material mais leve, mas que consegue atingir altos padrões de acabamento, além de uma estrutura totalmente consistente.

No mercado existem três tipos: MDP, MDF e aglomerado em si. O primeiro se refere uma densidade média de pressão de partículas (médium density particle) e o segundo a um processo parecido, porém no MDF o material prensado são as fibras de madeira. É um material com custo baixo e bastante utilizado para artesanatos, caixa acústicas para melhoria do som e claro em móveis.

Aglomerado De Madeira

Aglomerado De Madeira

De forma mais detalhada o MDP utiliza madeira das árvores Pinus e Eucalipto. É um material que não permite muito ser trabalhado, sendo constituída apenas de chapas finas. Ainda sim possui algumas imperfeições e não tão resistente.

O MDF como dito necessita das fibras da madeira, o seu processo de fabricação é bem parecido com as outras. Porém ela contém uma resistência maior a usinagem, levando uma maior utilização para conseguir fabricar móveis de diferentes formatos.

Já o aglomerado é composto por resíduos de madeira, incluindo pó e serragem e por isso sua qualidade é a mais inferior entre os três tipos. É muito usado em móveis que não vão demandar muito trabalho na construção, ou seja, será usado colas ou cavilhas na montagem, pois com parafusos e pregos pode acontecer do aglomerado vir a rachar.

O processo de fabricação consiste em unir partículas de madeira de três dimensões diferentes. Essa união é feita pela prensagem a quente com ajuda de resinas especiais fenólicas. Na prensagem o centro da chapa fica menos denso para que o material não tenha sinais de porosidade e fique estável para futuros acabamentos.

O interessante que o aglomerado pode ser feito de restos de madeiras, de reciclagem ou de plantações comuns que podem ser reflorestadas posteriormente. O aglomerado tenta diminuir o peso e a utilização da madeira, conseguindo usar uma maneira artificial de obter um material perfeito para as condições que precisamos.

Ainda sim entre os três o aglomerado é o mais barato, mas se for comparar qualidade não é uma boa escolha, pois possui baixa durabilidade e baixa resistência. Para escolher basta entender um pouco mais do que realmente precisa.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Imóveis

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *