Formas de Desperdiçar Dinheiro no Dia a Dia

Você já se perguntou várias vezes onde foi parar o seu dinheiro? Já teve aquela sensação de que não comprou nada, mas o dinheiro acabou? Pode ser que você tenha usado das formas de desperdiçar dinheiro e ele vai embora sem que dê para notar.

Quando gastamos um pouco aqui ou ali parece que não fará a diferença, mas muitas vezes é desse pouco que chegamos a um valor maior e sem ter comprado nada de fato. E pode ter certeza, os economistas garantem que durante um dia desperdiçamos muito dinheiro.

Aprender a não desperdiçar dinheiro é um modo para chegar no fim do mês com notas ainda dentro da carteira. Mas, para isso é necessário reeducar-se e principalmente, fazer uma análise dos próprios gastos.

Se você fizer um teste durante uma semana e sair anotando todo o dinheiro que foi desperdiçado, perceberá o quanto dá para economizar.

A Seguir, Veja Algumas Situações Normais Para Muitos e que Representam um Grande Desperdiço

1- Na cozinha, com supermercado e os lanches na rua.

Para começar, temos o péssimo hábito de jogar comida fora. A sobra significa que o dinheiro está sendo mal empregado e em consequência está havendo um desperdício. Você gastou dinheiro onde não deveria.

Se você tem produtos dentro do armário e da geladeira com o prazo de validade vencido é porque comprou em quantidade desnecessária ou comprou uma variedade muito grande e acabou sobrando alguma coisa.

As compras de supermercado não devem ser feitas por impulso e muito menos quando você está com fome. É comprovado que neste caso o consumidor coloca mais coisa no carrinho do que colocaria se não estivesse com fome.

Voltando as compras, antes de ir ao supermercado, considere para quanto tempo está sendo feita essa compra, o que deverá ser consumido em menos tempo, compre menos e programe as refeições da semana ou mês.

E tenha sempre na bolsa uma fruta, biscoito ou lanche feito em casa para enganar a fome quando estiver na rua. É uma maneira de gastar dinheiro com lanches caros e ainda comer coisas nada saudável.

Desperdiçamos muito dinheiro fazendo aqueles lanches rápidos na rua, simplesmente porque não nos organizamos e temos sempre na bolsa algo saudável para matar a fome. Tudo aquilo comprado no supermercado, normalmente, é mais barato do que o lanche feito na rua.

2- O banco pode ser um grande vilão, avalie e se necessário, troque-o.

Acho que poucas pessoas sabem quanto pagam a cada mês pelos serviços bancários. E mais, não sabem que esses valores variam de um banco para o outro, o que significa que o seu vizinho pode estar pagando menos que você. Gastar dinheiro com banco sem necessidade é um grande desperdício.

E não é só isso, fique atento ao que o banco oferece no pacote. Por exemplo, o banco pode oferecer o saldo impresso gratuito um número de vezes no mês e você sem saber, pode ultrapassar e acabar pagando o serviço.

Antes de abrir uma conta ou quem já tem a conta, peça todas as informações sobre taxas, principalmente, os serviços gratuitos.

3- Cuidado com o desperdício dos pacotes de clubes e academias ou outros serviços.

Os vendedores são ótimos na hora de vender pacotes, isto é, uma série de serviços com um valor único. O que eles não têm interesse em falar é quanto seria o valor unitário de cada uma das coisas e pode ser que aquilo que te interessa ficaria mais barato comprando separadamente.

Nas academias de ginástica, por exemplo, eles procuram fazer com que os alunos paguem um pacote que dá direito a todas as atividades. Ou ainda te oferecem um ótimo desconto se você pagar 6 ou 12 meses adiantados. Neste caso, antes de sair assinando e desperdiçando dinheiro, se pergunte se você irá mesmo frequentar a academia ou é só aquela fase “fogo de palha”. No caso do pacote completo, se pergunte se você tem tempo para frequentar as aulas. Confira o calendário. É muito comum que depois de pagar, as pessoas peguem o horário das aulas e descubram que não estarão livres em nenhum dos horários disponíveis. Dinheiro desperdiçado.

No caso da assinatura da televisão, pense bem se o plano da internet é o que você precisa, se não custa mais caro do que a concorrente e se há mesmo a necessidade de incluir outros serviços.

Em todos os casos, quanto mais informações, melhor para não cair na armadilha do desperdiço de dinheiro.

4- Assinatura de revistas ou jornais.

É bem confortável receber o jornal e ou a revista em casa, não é mesmo? Porém, antes de jogar dinheiro no lixo pagando uma assinatura, seja de um ou de outro, avalie o seu tempo e aquele que será voltado para leitura.

Nos dias de hoje é muito comum que as pessoas tenham que fazer tudo correndo e se dar ao luxo de sentar de manhã e ler um jornal pode ser um hábito para poucos. O que é muito comum que aconteça é que as pessoas pagam uma assinatura mensal e leem o jornal somente no sábado e domingo. Alguns exemplares vão para o lixo dobrados do jeito que foram deixados na porta. O mesmo serve para as revistas.

Aliás, nem sempre a revista vem com assuntos que te interessam. Então, apesar de ter pago aquele mês, o dinheiro foi desperdiçado, uma vez que o conteúdo não interessava.

Em alguns casos, para não desperdiçar dinheiro é melhor comprar o jornal quando realmente tem tempo para ler ou tem alguma coisa na capa que particularmente chamou a atenção. O mesmo serve para a revista.

Em geral, as formas de desperdiçar dinheiro que “encontramos” no dia a dia estão ligadas diretamente a falta de planejamento e informação. Se você é uma pessoa que no fim do mês pensa no orçamento e até prevê o dinheiro para “bobagens”, dificilmente vai cair em uma “armadilha” de consumo desnecessário. Quem não faz isso está sujeito as tentações toda a hora o dia inteiro.

No caso da informação, quem quer vender um produto ou um serviço, coloca para o consumidor sempre tudo como se fosse perfeito e um ótimo negócio. Ele está no papel de vendedor. Mas, um bom consumidor, aquele que não quer desperdiçar dinheiro questiona tudo nos mínimos detalhes e faz questão de ter os números para compará-los.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Dicas

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *