Guarda Roupas Infantil

Os guarda-roupas atuais possuem tantas inovações de design e estilo, cada um tendo o seu na própria casa. Sua função continua a mesma, armazenar roupas, sapatos e acessórios. As mulheres sempre preferem os tamanhos maiores, os homens gostam de seu espaço para camisas, e as mamães compram os mais fofos para os bebes.  Vendo hoje em dia esses modelos mais variados possíveis não imagina como  era antes do período feudal ( época de criação), principalmente por ter se tornado tão comum e simples na nossa vida.

História do Guarda-Roupa

Quando começou a ser produzido tinha uma função de armário normal que podia guardar armas e outros utensílios em geral.  Ao ser confeccionado para roupas, foi chamado primeiramente de roupeiro e apesar de muitas mudanças é um móvel bem antigo nas famílias, porém com um estilo mais parecido com que a gente conhece foi começar a ser produzido no século XVI no período feudal.

Como já foi dito muitas modificações ocorreram para que ele chegasse em como é hoje, a partir delas surgiram armários deslizantes, por exemplo. A princípio as roupas eram guardadas em um suposto cômodo, conhecido hoje como closet, mas nesse local além de guardar as vestimentas os nobres da época também se trocavam e se arrumavam para diversas festividades e compromissos diários. Nesse closet também ficava as joias reais, todo os acessórios para cabelo e em alguns lugares, até os utensílios para costurar os vestidos, caso precisasse de algum ajuste de última hora.

Devido toda esse necessidade de espaço, de início somente os nobres tinham cômodos específicos para isso. Quando começou a produção de guarda-roupas de madeira como conhecemos, eles eram todos caros e por isso só quem detinha maiores riquezas conseguia adquiri-los, e também porque na época plebeus não possuíam muitas vestimentas para guardar quantos os nobres que era vestidos longos, vestidos de festa, espartilho e dezena de acessórios.

Com a  revolução industrial em meados do século XVII, tudo começa a tomar um novo ar, novos designs, novos estilos, tudo mais moderno e com o roupeiro não foi diferente, muito foi mudado e acrescentado ao ele, novas tecnologias foram criadas, alguns modelos começaram a ter mais compartimentos para guardar as coisas, prateleiras, lugar para pendurar as roupas.

Nesse mesmo século, os fabricantes começaram a perceber que se fizesse sob encomenda os guarda-roupas ele venderia muito mais, pois muitas pessoas possuíam espaços reduzidos e queriam tamanhos diferenciados, outras eram mais sofisticadas e queriam madeiras melhores.

Foi a partir daí que a Inglaterra começou trazer muita madeira da América, principalmente os carvalhos maciços, que chagando na Europa era todo esculpido para se transformar em “arte”. Depois de testes com madeiras variadas para averiguar sua duração,  a qualidade, o peso que conseguia suportar, qual será melhor para a produção também e com isso foi utilizado a noz.

Mesmo a utilização de sob medida, ainda existia um padrão fabricados para as lojas que saiam mais em conta, esses padrões foram mudando, o tamanho principalmente, ele foi diminuindo, as medidas foram para “oito pequenos homens”, pois cada vez mais as casas se tornavam menores.

As gavetas, prateleiras, portas mais largar foram acrescentadas ao longo do tempo, porém do jeito que conhecemos somente no século XIX, e com a ausência de closets nas casas, o guarda roupa se tornou parte essencial do quarto das casas e apartamentos. E com isso ele foi adaptado, alguns com espelhos embutidos para facilitar, outros com portas de correr.

Nesse século também ocorreu uma mudança de madeira para fabricação do guarda-roupa. Uma delas era o mogno, e com tantas outras que podiam agradar a todo tipo de cliente com vários tons de cores. E como muitos começaram a produzir, se tornou um produto popular que se tornou cada vez mais acessível a toda população.

Ainda existem pessoas que utilizam closets, porém atualmente, os próprios closets possuem armários e todos acabam fazendo a mesma função. Os modelos mais caros, podem variar muito, sendo embutido, com portas de correr ou até mesmo sem portas. Cabe a cada um escolher todos os detalhes e mandar fazer.


Guarda Roupa Infantil

Crianças adoram que seus quartos sejam bem criativos e coloridos, isso inclui o guarda-roupa da criança . Muitas mães ao esperarem seu filho tendem a querer comprar tudo da cor respectiva ao sexo e acaba se precipitando ao comprar guarda-roupas pequenos. Quando a  criança vai crescendo as roupas, acessórios e sapatos vão só crescendo e vai ficando difícil fazer caber tudo que antes era bem pequeno.

Para que a decoração seja feita mesmo sendo em guarda-roupas maiores, pode se usar guarda-roupa branco que consegue colar adesivos e enfeitar como quiser. Nesse caso seria mais uma questão de economia e praticidade.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Decoração

Artigos Relacionados


Artigos populares

Comentários

  • Gostaria muito de saber o valor desse guarda-roupa branco com detalhes de flores rozas amei ele e queria muito saber o preço e como faço para adquerir um guarda-roupa desse bjos grata thainara…

    Thainara 13 de janeiro de 2011 14:47
  • OLA, ADOREI ESSES GURDAS ROUPAS E GOSTARIA DE SABER O VALOR DO GUARDA ROUPA INFANTIL 1 E 5.

    Irene 26 de março de 2011 17:31

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *