Financiar a Casa Própria: A Melhor Opção para Quem Quer Sair do Aluguel

O sonho de todo mundo é poder ter seu imóvel próprio e não ter mais que pagar aluguel. Cada dia que passa, os aluguéis de boas casas ficam mais caros e as imobiliárias exigem mais do locatário, o que faz com que a busca pelo financiamento de um imóvel cresça. Já foi muito complicado comprar uma casa, apartamento ou até mesmo um terreno para construção, porém com tantas financiadoras e programas do governo à vista, ter uma casinha e ficar despreocupado sobre a questão da moradia para o resto da vida, não é mais sonho impossível de se realizar.

O que acontece também, é que apesar de tantos meios que facilitam a compra de um imóvel, ainda existe uma grande parcela que luta por esse desejo, mas não conseguiu realizá-lo, assim como existem aqueles que começaram a planejar essa compra e ainda não sabem por onde começar. Então que tal sanar todos esses problemas agora? Podemos ajudá-lo a tirar todas as dúvidas sobre como comprar seu imóvel, onde comprá-lo e quanto basicamente terá que economizar para isso. Independente do pequeno sacrifício com gastos que você terá, lembre-se que vai investir em um futuro para você e toda a sua família.

Prestação de Financiamento x Aluguel Mensal

João é um trabalhador brasileiro com salário mediano e que não tem uma casa própria e não reservou aquele dinheiro com uma quantidade suficiente para pagar à vista ou pelo menos uma grande parte do imóvel. Então João, diante essas condições, rapidamente perde as esperanças e não compra a sua casa, continuando assim a pagar um aluguel de 600 reais por mês de uma casa simples.

O caso de João é o de milhares de brasileiros que, por falta até mesmo de conhecimento, não investem o valor pago no aluguel em prestações de uma casa própria. Claro que também não é tão simples fazer essa troca, já que nesse caso você teria que adquirir um imóvel já construído e o financiamento também tem que ser aprovado por algum banco ou financiadora. Levamos em consideração apenas, a princípio, os valores para podermos fazer um comparativo de que muitos brasileiros perdem a oportunidade de adquirir seu imóvel achando que pagará prestações absurdas por ele, sendo que em sua maioria, é o mesmo valor ou até menor que o do aluguel. 

Por Onde Começar

Se você decidiu comprar seu imóvel, terá que passar por um processo que pode levar um bom tempo. Você precisará providenciar alguns documentos importantes assim como se dirigir em alguns locais antes de firmar a compra. Se você não quer ou não pode realizar todos os procedimentos, é indicado que contrate um profissional, um contador ou corretor que preste esse serviço, para que tudo seja mais facilmente providenciado.

O primeiro passo é fazer todas as simulações possíveis que podem ser feitas ou diretamente nas instituições que financiam imóveis ou em sites na internet. Nesses simuladores, você terá uma noção sobre qual o melhor tipo de financiamento para você de acordo com a sua renda. Eles também indicam o valor gasto com juros, o que é muito importante a ser calculado.

Apesar de não ser viável para muitas pessoas, é importante ter uma quantia para dar de entrada no imóvel. Isso tanto diminui o valor das prestações e consequentemente dos juros, como diminui também o tempo do seu financiamento. Se você não tiver um dinheiro poupado para esse caso, você também pode utilizar o seu fundo do FGTS, que hoje é aceito pela maioria das instituições.

Nesse caso, o futuro proprietário não pode ter nenhum outro imóvel em seu nome e tem que trabalhar há pelo menos 3 anos sob o regime do FGTS. Além dessa principal exigência, cada instituição pode determinar as condições próprias para o uso do FGTS. 

Passo a Passo para Compra de um Imóvel

Diante algumas condições que citamos mais acima, você então precisa seguir os seguintes passos para chegar até a casa que você deseja.

1. No banco ou instituição que irá financiar o seu imóvel, você precisa preencher a proposta de financiamento.

2. Com a proposta preenchida e entregue, a instituição fará uma análise da sua capacidade de pagamento para liberar ou não o financiamento.

3. Em caso de aprovação, a instituição mandará um especialista para vistoriar o imóvel que você quer comprar.

4. Feito a vistoria, agora você precisará unir todos os documentos necessários. Esses documentos incluem o comprador, o imóvel e o vendedor.

5. Com toda a documentação em mãos, esta será analisada pela instituição para que haja a certeza que a compra não envolve nenhum tipo de risco.

6. Certificado, a instituição irá emitir um contrato individual de compra e venda com financiamento tanto para quem está comprando como para quem está vendendo o imóvel.

7. Assinados todos os documentos, o novo proprietário quitará um imposto obrigatório, o ITBU, que é o Imposto de Transmissão de Bens e Imóveis e finalizará levando o seu contrato para o Cartório de Registro de Imóveis, para que seja feito o registro oficial da compra.

8. Feito todo esse procedimento, o comprado só terá agora que enviar pelos correios ou entregar pessoalmente esse contrato registrado à instituição para que a mesma libere o financiamento do imóvel. 

Minha Casa, Minha Vida

O Minha Casa Minha Vida é um programa do governo Federal instituído pelo ex presidente Lula, onde em parceria com a Caixa Econômica Federal, famílias com renda até 1.600 reais mensal, podem financiar uma casa própria com mensalidades de baixo custo. O programa ainda facilita a compra para aqueles que têm uma renda até 5 mil reais incluindo subsídios, descontos e redução do valor de seguros habitacionais.

Todos os anos são feitos cadastros de famílias que se beneficiam com o programa. A primeira etapa promoveu a compra de casa própria para mais de 1 milhão de pessoas, o que o governo espera superar, tendo como meta até 2014, 2 milhões de casas próprias vendidas através do programa.

Para saber quais as condições de compra, basta você se dirigir à qualquer agencia da Caixa Econômica Federal do seu estado para conhecer mais o programa, assim como fazer a sua inscrição. 

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Imóveis

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *