Como Faz Para Transferir Dívida de Imóvel?

A decisão de fazer um financiamento imobiliário deve ser tomada com muita segurança e planejamento para evitar ficar com um compromisso difícil de quitar em médio e longo prazo. Porém, sabemos que imprevistos acontecem e mesmo com todo planejamento pode acontecer de você se ver em dificuldade para quitar o financiamento.

Nesse caso é possível optar pela transferência do financiamento imobiliário para outro banco com taxas de juros mais amigáveis ou então para outra pessoa, o que acontece se você vender o imóvel em questão. Outra possibilidade ainda é mudar de imóvel financiado. Continue lendo para saber mais sobre como fazer a transferência do financiamento imobiliário e como realizar esse procedimento em cada possibilidade supramencionada.

Transferência de Dívida de Imóvel Para Outro Banco

A transferência de financiamento imobiliário de um banco para outro recebe o nome de portabilidade bancária. Em linhas gerais se trata de transferir a dívida de uma credora para outra para obter melhores condições e taxas de juros. Essa é uma forma de baratear o seu financiamento aproveitando taxas de juros menores.

Algo que pode acontecer quando a portabilidade é solicitada é a instituição financeira atualizar a taxa de juros. Vamos supor que você financiou um imóvel em 2016 na Caixa Econômica Federal quando a taxa de juros era de 10,75% ao ano. Atualmente, o financiamento na mesma instituição tem taxa de juros de 6,25% ao ano mais a TR (Taxa Referencial) zerada.

No momento em que solicitar a portabilidade do financiamento imobiliário é possível que a Caixa ofereça a possibilidade de atualizar essas condições. Ao fazer isso as taxas de juros serão atualizadas.

Transferência de Financiamento Imobiliário Para Outro Banco

A transferência do financiamento imobiliário para outra instituição bancária tem início com o pedido da documentação relativa à operação ao banco. Basicamente esses documentos incluem cópia do contrato, data do último vencimento da transação e saldo devedor atual. Ao ter em mãos esses documentos é possível buscar por outro banco que ofereça condições mais amigáveis de pagamento.

É importante que você leve em conta não somente a taxa de juros, mas também o Custo Efetivo Total (CET) da operação. O CET inclui outros gastos como as taxas administrativas e seguros obrigatórios. Além disso, a portabilidade pode ter alguns gastos extras. O banco de destino solicitará uma avaliação do imóvel assim como registro da nova operação no Cartório de Registro de Imóveis.

A portabilidade do financiamento imobiliário é tratada pelo banco de destino junto ao banco da operação original. Nesse processo o credor original tem cinco dias úteis para fazer uma contraproposta que seja mais interessante que a do banco de destino. Se você aceitar a contraproposta o processo de portabilidade é interrompido.

Caso você ainda queira a operação haverá a quitação da sua dívida pelo novo banco credor junto ao banco credor original. Dessa forma você passará a dever para o novo banco credor. A liquidação é realizada através de Transferência Eletrônica Disponível (TED) não tendo custo.

Como Transferir Financiamento Imobiliário Para Outra Pessoa?

Para que a transferência de financiamento imobiliário para outra pessoa aconteça é necessário ter o aval do banco credor. A pessoa que deseja ficar com o financiamento deverá passar pela análise de crédito do banco. A instituição bancária irá avaliar questões como renda mensal, restrições internas e com outros bancos, histórico como pagador entre outras.

Financiamento Imobiliário

Financiamento Imobiliário

Se a transferência for aprovada será dado início a uma operação de crédito do zero para esse indivíduo. Basicamente a pessoa assina um contrato de financiamento e passa a pagar as parcelas mensais tornando-se então a dona do imóvel. É importante mencionar que enquanto o bem não for quitado permanecerá alienado ao banco como garantia dessa transação.

Transferência de financiamento nada mais é do que uma forma informal de se referir a uma venda financiada de um imóvel que não está quitado. O saldo devedor da sua operação estará quitado com a realização dessa compra. O financiamento do imóvel passa a ser uma nova operação realizada entre o novo comprador e a instituição financeira.

Vale mencionar que nem toda venda resulta numa transferência de financiamento, existe a possibilidade de que o comprador efetue o pagamento à vista. Nessa situação há a quitação da dívida do vendedor que passa então a ser o dono do bem. O processo de compra é concluído através de escritura pública e por fim é feito o registro da transação no Cartório de Imóveis sem a necessidade de passar por instituições bancárias.

Como Transferir o Financiamento Imobiliário Para Outro Imóvel?

Isso acontece quando é feita a venda de um imóvel financiado para então comprar outro imóvel financiado. Deve ficar claro que não há a possibilidade de realizar uma “transferência” do financiamento imobiliário sem que haja um processo de venda ou permuta (troca de imóveis).

Comparativamente a venda de imóveis financiados é bem mais comum do que a permuta, pois esse pode ser um processo bastante difícil quando uma das propriedades não está quitada. Para a venda do imóvel financiado você deverá fazer a consulta junto ao banco credor para solicitar a emissão do boleto para quitar a sua dívida.

Se a venda for autorizada é necessário quitar o saldo devedor, o que sobrar de dinheiro fica para o vendedor. Esse capital pode ser usado pelo vendedor para dar entrada em outro imóvel que pode ser até mais caro. A parte do dinheiro que o vendedor não tiver poderá ser financiada para que ele possa então comprar o outro imóvel de seu interesse.

Não existe um limite de financiamentos que uma pessoa pode fazer no decorrer da vida. No entanto, é necessário que o indivíduo passe por uma análise de crédito sempre que for realizar um novo financiamento. O imóvel também deverá ser avaliado, estando tudo certo com as condições o financiamento poderá ser feito. O que realmente importa é estar de acordo com as condições da instituição bancária para cada solicitação, lembrando que cada nova solicitação demanda nova avaliação.

Gostou de saber mais sobre como fazer a transferência de dívida de imóvel? Curta e compartilhe em suas redes sociais!

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Imóveis

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *