Quarto do Brinquedo

É tão interessante quando vemos que as gerações possuem muitas diferenças, vemos as crianças hoje em dia totalmente focadas em tecnologia, não brincando e aproveitando essa fase que é tão importante. Os pais possuem pouco tempo para passar com seus filhos, pois trabalham muito. Na maioria das vezes acusam que o trabalho é totalmente voltado para melhorar a vida da criança com o dinheiro, mas sabemos que isso não é a única coisa que importa e por isso cada vez mais vemos crianças tristes, depressivas e com casos até de suicídios.

Ser Criança

Quando somos crianças as coisas são muito fáceis, ou pelo menos parecem. Não vemos o quanto o mundo oferece perigo e nos sentimos protegidos de todos com os nossos pais. Tentamos encontrar uma forma de ser feliz com coisas simples. Não buscamos nada além do necessário para se sentir bem no momento presente.

Isso falta muito em quando nos tornamos adultos, em que pensamos apenas em ter mais  do que apenas ser. Pensamos muito no futuro e acabamos esquecendo de viver o hoje. As crianças são puras, não veem maldade em pessoas que elas amam, buscam sempre ser amigas de outras, por simples questão de ser, sem nenhuma segunda intenção.

Não vivemos assim, a maioria das pessoas querem somente para si, pensando somente nos próprios ganhos, analisando todas as circunstâncias, sem nem lembrar que todos tem uma razão para ser do jeito que são.

O preconceito não vive entre as crianças, seja você gordo, branco, negro, baixo ou alto, rico ou pobre. Para criança vale você ser legal com ela, ajudá-la nas suas dificuldades e estar presente quando ela tiver medo. E assim deveria ser com todo mundo, sem pensar em algo físico ou monetário para julgar as pessoas. Isso é algo muito ruim que acaba passando para as crianças que crescem aprendendo e acaba internalizando para ela como o certo.

Ser criança é tão fácil, pois elas não precisam de muito, elas apenas são e essa é a magia que muitas vezes na atualidade vem sido quebrada pelo excesso de tecnologia. A intenção era facilitar o aprendizado, ter novas formas de se divertir e comunicar, mas o celular, a televisão e o videogame têm feito com que muitas crianças esqueçam de como é realmente aproveitar sem competição e sem ficar focado em algo durante muito tempo.

A socialização das crianças vem sendo prejudicada cada vez mais, em todos os locais elas querem estar com um dispositivo para não se conectar com outras pessoas. É complicado medir o quanto isso faz mal para a criança, mas é fato que isso atrapalha até nos estudos, na concentração e no foco para coisas que realmente são importantes.

Acontece que eles simplesmente trocam os brinquedos legais e coloridos, por novidades tecnológicas. Por isso, o incentivo deve vir diretamente dos pais. Muitos deles não querem ser bravos o suficiente para proibir, mas a questão é saber administrar o tempo em atividades que farão bem para a criança.

Ter um horário para jogar, ou para ver televisão faz parte da criança, mas ainda sim é melhor que ela que seja regrado e com isso tentar trazer outros brinquedos e amigos para que ela se interaja.

Quarto de Brinquedos

Os pais precisam incentivar a criança, dando para ela um espaço legal que ela se sinta a vontade para brincar e que ela queira estar lá. Um quarto de brinquedos é muito bom para que ela guarde suas coisas e brinque bastante. Ajuda também a criança a ter um senso de pertencimento e que ela precisa organizar sempre porque é dela.

Claro que não é todo mundo que tem um cômodo da casa sobrando para ser um quarto de brinquedos, é difícil dizer o tamanho de espaço necessário, mas se dentro do próprio quarto da criança tiver um espaço que seja dedicado a isso já está ótimo.

O importante é que seja bastante colorido, com uma decoração bastante voltada para algo que a criança realmente goste, seja personagem ou algum tema em específico. Deixa o ambiente animado para que ele se sinta feliz de estar ali. Se a criança for maior, peça para ela opinar sobre o que ela gosta para que ela mesmo já escolha. Independente de como é, incentive brinquedos mais tradicionais que possam ser usados tanto para brincar sozinho ou com um coleguinha. Não precisa ser algo caro, existe muita coisa que faz uma criança feliz com pequenos preços.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Decoração

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *