Como Escolher o Tapete da Sala

A variedade tem o seu lado positivo e negativo. “Quanto mais, melhor”, não é bem por aí, pois a grande quantidade disponível de um produto nos leva a dúvida. É exatamente o que acontece na hora de escolher um tapete para sala. São tantos modelos, cores, tamanho, que a missão fica um pouco mais complicada do que deveria ser. Acaba que na hora de escolher o tapete é necessário pensar da mesma forma de quando vai se comprar os móveis da casa ou escolher o sofá da sala.

O preço não pode ser o fator principal para escolha do tapete da sala, mas pode ser uma referência. Porém, é necessário levar outros fatores em consideração, como por exemplo, se é um peça feita em escala industrial ou foi fabricada artesanalmente, se é de um designer importante, a escolha do material, o tipo de textura, a cor, o tamanho, a forma. Enfim, são muitos “tópicos” que devem ser le levados em conta na hora de escolher o tapete da sala.

Escolher Tapete: Decoração e Funcionalidade

Não basta ser bonito e pronto ou sim, se a ideia for simplesmente decorar. Alguns tapetes são como obras de arte, quando colocados na sala, o ambiente fica bacana imediatamente e dele devemos seguir com a decoração. Neste caso, ele passa a ser a peça principal da decoração da sala.

Porém, a “missão” de um tapete pode ir mais além, o acessório pode precisar ser funcional e abafar ruídos, servir para proteger o revestimento de riscos, de aquecer o ambiente ou de esconder algum defeito do piso. Há casos que é necessário se preocupar com detalhes como a facilidade de lavar, de transportar e até mesmo de armazená-lo, caso necessário.

O Piso Onde Ficará o Tapete

Na hora de escolher o lugar que o tapete deverá ficar na sala será fundamental considerar o revestimento do piso como um todo, por vários motivos.

O tapete precisa combinar com o resto da decoração e com o ambiente. Colocar um tapete caríssimo na sala em um lugar de circulação significa “jogar dinheiro pelo ralo”. Por melhor que seja a qualidade do acessório escolhido, ele sofrerá com as pessoas passando sobre ele.

O piso também pode influenciar em relação ao estilo. Um tapete super clássico, elegante sobre um piso frio de porcelanato são duas coisas que não combinam. Escolher e seguir um estilo em uma decoração é fundamental e se quiser misturá-los, deve-se fazer com bom senso.

Cores no Chão e Mais Dicas

Uma regra básica que os decoradores dão como dica é que o tapete deve ter pelo menos duas cores neutras, quando se tratar de uma peça estampada. Elas devem se repetir em outros objetos do ambiente e nas paredes.

Um tapete só é bonito quando está limpo e bem cuidado, então, ter tapetes com cores claras é um grande problema, a frequência para limpá-lo deve ser muito maior. Neste caso, vale a pena pensar mais de uma vez se é mesmo o caso de investir em um tapete muito claro e depois ter uma despesa extra, que não é pequena, para limpá-lo com frequência. Principalmente quem tem criança pequena ou vai colocar o tapete na sala em uma parte de grade circulação é melhorar considerar a praticidade de ter um tapete com cores escuras.

Outra função do tapete escuro é aquela de se tornar um ponto focal da decoração e funciona muito bem. Enquanto o claro sempre dá a sensação de um espaço maior. Os tapetes redondos e ovais podem ser usados na decoração da sala quando o objetivo é simplesmente decorativo, enquanto quadrados e retangulares servem para delimitar espaços.

Dimensões, Qualidade E Padrões

Alguns padrões dão outra vida ao ambiente, desde que estejam em equilíbrio com o resto da decoração. Os florais, os geométricos e os orientais são os preferidos e podem dar aquela bossa para o seu ambiente que um tapete liso não conseguiria. Porém, os decoradores aconselham a nunca usar mais de dois padrões em cada ambiente, pois é praticamente impossível conseguir equilibrar o todo em tal situação.

Por exemplo, o sofá tem flores pequenas, então, o tapete poderá ser floral e com as estampas maiores, porém, é necessário repetir as cores das estampas e as cortinas devem ser lisas, de preferência na tonalidade predominante do tapete.

Já tapetes que possuem uma grande estampa central só funciona quando os móveis ficam a sua volta ou quando estão embaixo de um móvel de vidro. As riscas são usadas com a função de divisão, horizontais, por exemplo, faz o espaço parecer mais largo.

As medidas não são um problema em relação a encontrar o tapete ideal para sua sala. Neste caso, a variedade ajuda bastante. Porém, a regra básica diz que o tapete tem que ter a sua volta pelo menos 91 centímetros, como se fosse criada uma moldura entre as paredes e o acessório.

A regra é diferente se a sala for de jantar. Neste ambiente, o tapete deve ser maior que a mesa e as cadeiras devem ficar sobre ele quando são direcionadas para trás.

No caso de uma sala muito grande, com mais de um ambiente, o ideal é não ultrapassar dois tapetes. Um pode ser o da sala de estar e o outro da sala de jantar. Também pode servir para delinear as passagens do cômodo e para “reunir” os móveis em um espaço grande.

Os Tapetes Mais Usados do Momento

É bom que fique claro que não existe tapete “certo” ou “errado” e sim, o acessório adequado para cada sala de cada casa. Porém, assim como móveis e outros objetos de decoração, em alguns momentos alguns tapetes estão mais populares, na moda, e outros menos, o que não quer dizer que a compra deve ser com base nesse quesito. Porém, é sempre bom saber o que está em alta e se encaixar com o seu estilo e sua sala, pode valer a pena tentar.

Sobre materiais e outros detalhes, os tapetes que estão em alta no momento são:

  • Tapetes que são fabricados com materiais naturais e artesanalmente.

  • Tapetes feitos em feltro.

  • Tapetes “fofos”, aqueles com texturas que os pés se escondem entre as tramas.

  • Tapetes com formas diferentes, as inusitadas são ainda melhores.

  • Tapetes estreitos e de sisal, normalmente com bordas coloridas e padrões diferentes.

  • Tapetes com fibras acetinadas que promovem um acessório muito brilhoso.

  • As cores sóbrias estão em alta, as estampas mais tradicionais e os padrões geométricos.

Pensar sobre o estilo de vida e hábitos da sua família ajudará você a escolher o tipo certo de tapete para a sua sala de estar. Um modelo que seja de longa duração e de fácil manutenção.

Tapetes luxuosos com pelos são muito bonitos, mas não é o modelo ideal para quem tem uma sala de estar onde a família costuma usar com frequência e principalmente se houverem crianças e animais. Esse tipo de tapete é mais indicado para salas mais formais.

Salas de estar informais pedem tapetes mais simples e fáceis de limpar, afinal em locais assim a família costuma permanecer mais tempo, o que consequentemente fará com que ele se suje e desgaste com mais facilidade. Opte por cores escuras e materiais mais resistentes.

Observe nas imagens acima dois bons exemplos de tapetes mais simples, que são mais fáceis de serem limpos. Na imagem à esquerda, vemos um modelo em cor creme, apesar de clara, essa cor demora mais tempo para demonstrar que está suja. No segundo exemplo, a estampa vermelha também dá o mesmo efeito.

Lembre-se que a decoração da sala, incluindo a escolha do tapete deve ser feita sempre pensando no bem estar da família. Portanto, nada de comprar um belíssimo tapete e não deixar que pisem nele.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Decoração

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *