Imóvel Menos Vendido em São Paulo

O estoque de moradias com quatro quartos na cidade de São Paulo, em 19 de um total de 56 zonas mais valorizadas em que houve lançamentos desse tipo nos 3 últimos anos é superior a 20%. Em quatro destas zonas que são: Jardim América, Jardim Europa, Jardim Sul e Vila Formosa, estão a venda mais de 40% desses novos imóveis. Na verdade o imóvel menos vendido em São Paulo é os que possuem quatro dormitórios. Para alguns entendidos do setor de imóveis, é normal que a venda de habitações que tem esse perfil seja menor.

Imóvel Menos Vendido em São Paulo

É Preciso Estimativas de Demanda

De acordo com levantamentos feitos têm-se como dados o número em media de 15,6% de lançamentos remanescentes e que são de quatro quartos, entretanto é bem possível que esse estoque alto tenha origem num dimensionamento mal feito em relação ao mercado em determinadas regiões como pensam muitos especialistas. Segundo um diretor de vendas o que acontece é que as construtoras observam que está havendo lançamentos de certos tipos de construção em determinada região e então começam a fazer lançamentos do mesmo tipo, porém com os preços super valorizados e isso sem proceder a qualquer estimativa mais correta dessa demanda. Isso aconteceu em muitas áreas e dessas podemos citar Chácara Santo Antonio e Anália Franco aonde o metro quadrado chegou aos R$ 7 mil reais em algumas unidades.

Alugar

Dilatação de Áreas Nobres Nem Sempre Funciona

Na hora de vender, em geral as empresas tentar dilatar a área nobre, mas o caso é que esta estratégia não é sempre que funciona. Exemplo disso é o Jardim Sul que busca valorização do Morumbi ao mesmo tempo em que a Vila Formosa tenta a dilatação da área do Anália Franco com empreendimentos que tentam essa aproximação, porém dificilmente encontram clientes que se disponham a pagar o preço pedido. A crise econômica aliada a esse descompasso levou os imóveis de padrão mais alto a ficarem parados.

Apartamentos

O Lado Oposto

Por outro lado na ponta inversa estão os imóveis econômicos que são atualmente os que mais são vendidos. Locais como Jardim Aricanduva, Barra Funda, Parque Bristol, são todas zonas importantes onde em três anos foram lançados mais de 1.400 unidades e hoje não existem mais de 1% destas unidades desocupadas. O problema se intensifica porque em imóveis cujos preços que vão até R$ 250 mil reais em uma procura muito grande, mas não parece serem atrativos para investidores que se interessem pela valorização durante as obras. Em áreas como essas não é preciso se esforçar muito para vender assim como também não existe negociação. Quem procura preços mais convenientes vai mais adiante. No momento do lançamento o comprador mais econômico já fica de fora.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Imóveis

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *