A Febre dos Escritórios de Luxo

Nas cidades do Rio de janeiro e de São Paulo a escassez de espaços para escritórios de alto padrão é tão grande que os preços dessas cidades começam a se igualar a endereços em zonas nobres de Nova York.

Alertas a esse movimento e de olho na tendência, construtoras e investidores começam a unir esforços no sentido de aumentar a oferta, porém mesmo com todo o movimento nesse sentido, a demanda é muito grande e o movimento está muito longe de poder atender as necessidades de espaços comerciais de boa qualidade nas maiores e mais ricas cidades brasileiras.

Expansão da Oferta

As empresas ainda não chegaram ao ponto de colocarem anúncios em jornais em busca de espaços comerciais com um alto padrão, mas com certeza se a situação continuar como está isso logo vai acontecer.

De acordo com o parecer de especialistas no assunto, este ano nos bairros mais nobres da cidade de São Paulo haverá a maior expansão de oferta de escritórios em toda uma década atingindo essa expansão a marca de 5%.

Movimento para Suprir a Demanda

Na verdade esse movimento que construtores e investidores estão fazendo vai ficar muito aquém da demanda que está justo nas áreas de Faria Lima, Itaim e Marginal Pinheiros.

Especialistas

Ainda de acordo com especialistas do ramo o equilíbrio do mercado acontece quando se tem 15% dos espaços vagos. É num patamar assim que as empresas conseguem fazer boas escolhas e ao mesmo tempo as administradoras conseguem realizar uma operação que lhe ofereça bons lucros.

Localização Ideal

As grandes cidades em nosso país vivem nesse momento a febre dos escritórios de luxo sendo que com a oferta limitada as empresas acabam por esbarram em mais um problema que muitas vezes se torna um grande impedimento que é a distancia do ponto que seria considerado como ideal momento esse em que a balança pende para um dos lados e nesse caso leva vantagem o locador.

Local

Em São Paulo mesmo com apenas 3,4% de espaços vagos o poder de negociação para se instalar na região fica extremamente limitado para as empresas.

No Rio de Janeiro a situação é semelhante, pois com a grande procura na zona sul e centro e apenas 5% dos escritórios vazios, o poder de negociação das empresas que ali querem se estabelecer, também é extremamente limitado.

Reflexo da Escassez

Aluguéis mais altos é o reflexo da escassez quando a demanda está crescendo. Só para se ter uma idéia nos últimos doze meses, nos principais bairros da cidade de São Paulo, os aluguéis sofreram um aumento da ordem de 13,5%.

Valor

Nas zonas mais procuradas o valor chega a R$100 por metro quadrado. No Rio as restrições a construções novas fizeram com que a variação de preço chegasse a 60% com o metro quadrado de edifícios de escritórios sendo locado por até R$140 reais.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Imóveis

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *