Lâmpadas Econômicas Menores

As lâmpadas econômicas representaram e ainda representam uma grande revolução do nosso tempo, tanto em termos de economia de energia elétrica como em termos de designer, mas neste aspecto as primeiras mudanças não foram muito positivas, pois os tamanhos das chamadas “lâmpadas econômicas” não eram muito confortáveis e não se adaptavam muito bem a alguns estilos de decoração, especialmente a certos tipos de luminárias. É claro que isto não se tornou um grande problema se comparado aos benefícios da economia de energia, mas a novidade das lâmpadas econômicas menores vem agradando muito aos consumidores.

Evolução

Visual

Provavelmente estas mudanças são fruto da preocupação com a questão da estética, pois cada vez mais a decoração de interiores vem ganhando espaço e sendo estudada desde a fase dos projetos, por exemplo, a iluminação é destaque na decoração de diversos tipos de espaços criando um ambiente aconchegante e charmoso, e vale lembrar que a iluminação é determinada pelo engenheiro nas primeiras etapas de trabalho do projeto. Mas ainda que este detalhe não tenha sido contemplado nesta fase, as modificações são possíveis com a ajuda de bons profissionais e materiais de qualidade, pois bons projetos de iluminação transformam ambientes. Os benefícios oferecidos por lâmpadas menores têm muito a ver com a questão do visual dos ambientes, os novos designers vem realmente conquistando um número cada vez maior de consumidores e com isso aumentam os adeptos da economia de energia.

Designer

O Desafio

Espera-se que as novas tecnologias possibilitem que as lâmpadas econômicas cheguem a tamanhos semelhantes às lâmpadas fluorescentes, ou quem sabe possam ser ainda menores? Para os especialistas neste desafio as dificuldades se concentram na manutenção da qualidade e segurança das mesmas, pois a redução no tamanho causa uma concentração de carga térmica, que consequentemente poderia reduzir a vida útil das lâmpadas. Sendo o bulbo menor o calor e as pressões aumentam, e estes efeitos requerem a utilização de componentes que ofereçam maior resistência. O investimento nestes itens de produção faz com que os custos tenham um acréscimo, algo em torno de 30% a 40% para o consumidor final o preço desta nova tecnologia deve ser entre 25% e 30% mais caro. Sob a ótica do meio ambiente as lâmpadas compactas são uma ótima opção, pois além de todos os benefícios já conhecidos elas produzirão quantidades bem menores de resíduos ao final de sua vida útil. Ao final destes desafios a expectativa é de que todos os envolvidos saiam lucrando, desde os profissionais preocupados com a questão da estética dos ambientes, sejam eles domésticos ou profissionais, até os consumidores satisfeitos com o visual e com a economia de energia, e também os ambientalistas com os benefícios da redução de consumo de energia aliada a menores quantidades de resíduos.

Menores

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Decoração

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *