Salão Imobiliário de São Paulo

Em quatro dias de funcionamento a quarta edição do Salão Imobiliário de São Paulo, que aconteceu no Parque de Exposições Anhembi contou com a presença de aproximadamente 60 mil pessoas. O volume de financiamentos passou dos R$ 300 milhões e segundo o responsável pela organização deste evento o número de vendas mostra que a retomada do crescimento econômico está plenamente consolidada. Com as Facilidades de Negociação da casa ideal, o destaque do Salão Imobiliário ficou a cargo dos imóveis populares que superaram em muito as vendas do ano anterior. Na verdade quase metade dos 100 mil imóveis colocados a venda no Salão se encontravam dentro dos padrões do programa habitacional do governo federal, Minha Casa Minha Vida, o que foi a garantia de um maior número de compras quando os valores podiam alcançar até R$ 130 mil de acordo com as novas normas que aumentaram esses valores.

Novo Perfil

Até o término do evento a Caixa Econômica Federal já havia contratado R$ 145 milhões e com esses valores 1.114 pessoas estão sendo beneficiadas e destas, mais de 800 contratos no valor de R$ 83 milhões foram direcionados para o programa Minha Casa Minha Vida que desde que foi anunciado levou muitas pessoas a ficarem Construindo Sonhos e aos poucos vão surgindo as oportunidades para que possam ser realizados. O que não se pode é perder as chances que se apresentam, pois não podemos passar a vida imaginando que este Foi Apenas Um Sonho a mais.

Faturamento

Surpreendente mesmo foi o fato de que imóveis de médio e alto padrão também foram bastante procurados, isto com valores de até R$ 500 mil. O Banco Nossa Caixa concedeu mais de R$ 50 milhões só para financiamentos e escolha da casa certa que se encaixam neste padrão e com isso superou em nada menos do que 90% o número de vendas realizadas no ano de 2008.

Em Destaque

Embora a procura por financiamentos para imóveis mais baratos e sustentáveis ou ainda de maior valor tenha vindo mostrar que um perfil novo de renda está se colocando em evidencia, o destaque maior ainda ficou por conta dos imóveis populares que tiveram um volume realmente surpreendente. Se alguma dúvida ainda existia sobre a retomada do crescimento, este evento veio para eliminar qualquer medo que ainda pudesse restar sobre os efeitos danosos da Crise Mundial sobre a Economia Brasileira. Está ai muito bem, pois um dos setores mais atingidos que foi o da construção civil e vendas de imóveis dá sinais claros de que voltou a andar nos trilhos e como mostrou o salão imobiliário de imóveis de São Paulo está a todo o vapor uma vez que superou todos os dados do evento anterior. O Banco do Brasil também dobrou o valor de financiamentos em relação ao ano passado chegando aos R$ 60 milhões.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Notícias

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *