Como Instalar Dobradiças Super Curva

Existem inúmeros detalhes que podem ser escolhidos ao se optar por móveis planejados, desde o melhor tipo de acomodação de prateleiras, o melhor aproveitamento do espaço, até detalhes mais específicos como acabamento da superfície dos móveis e os tipos de puxadores e dobradiças.

Esses detalhes mais técnicos e menos decorativos podem gerar uma confusão, principalmente quando a decisão deve ser feita sozinho. O mais indicado nesse caso sem dúvidas é a orientação de um profissional, seja ele um arquiteto, ou mesmo o próprio construtor dos moveis.

Mas quando essa orientação é dificultada, é importante escolher a melhor alternativa através de muita pesquisa, para que não seja tomada uma decisão errada. Desse modo, esse artigo tratará dos tipos de dobradiças e de como instalar as dobradiças super curvas.

É importante lembrar que as dobradiças são itens muito importantes, tanto para a estrutura e mobilidade das portas – de armários ou de cômodos propriamente ditos – quanto na segurança das mesmas. Elas funcionam de um modo semelhante a um esqueleto, mantendo a porta presa ao batente, mas ainda assim capaz de fazer movimentos para que ela possa realizar os movimentos de abre e fecha.

Ao escolher o tipo de dobradiça, também é importante se atentar ao material utilizado, já que um dos problemas mais comuns com elas são os relacionados à ferrugem. As dobradiças de alumínio ou aço inox são as mais resistentes a esse tipo de disfunção, portanto, é interessante escolher as que são confeccionadas por esse material, sendo a e aço inox mais indicada para portas que são mais pesadas, de madeira maciça, por exemplo, e as de alumínio funcionam melhor em portas de mdf.

Ainda que esses tipos de materiais sejam os menos problemáticos em relação a ferrugem, eles continuam não sendo isentos à mesma e nem a outros aspectos. Dessa forma, o que torna mais influente são os fatores aos quais a dobradiça acaba sendo exposta. A maresia, o sol e a umidade podem influenciar na vida útil desses acessórios das portas.

Além de todos esses detalhes, é preciso também saber escolher entre os modelos de dobradiças. Os principais que estão disponíveis no mercado atualmente, são três e elas diferenciam-se de acordo com o engate do braço no calço. Elas são:

  • Olhal, que possui seu encaixe através da parte superior do orifício de ajuste. Ele foi o primeiro tipo de dobradiça a ser desenvolvida, e mesmo sendo a mais barata, tem a desvantagem de ser encaixada uma por vez na hora da montagem do móvel;
  • Engate rápido ou deslizante, que tem o encaixe na parte traseira, por meio de uma abertura com garras. Nesse modelo a porta acaba por deslizar pelo calço que foi fixo ao móvel.
  • Clip, que permite um encaixe fácil através de dispositivos de engate. Esse é o modelo considerado mais moderno e sofisticado, sendo possível apenas para um profissional realizar sua aplicação e apesar disso a aplicação é uma das mais rápidas e ágeis.

Entre esses modelos também é possível escolher por dobradiças retas, curvas ou super curvas, sendo a última o maior foco desse artigo.

As retas são mais indicadas para portas que são sobrepostas inteira ao móvel, como em armários de cozinha. As curvas são mais recomendadas para portas que são parcialmente sobrepostas ao móvel, como em dormitórios e as super curvas, que são para portas embutidas no móvel.

Para a instalação das dobradiças super curvas é importante analisar os ângulos da mesma, a capacidade de abertura e o ajuste tridimensional, conseguindo assim o melhor aproveitamento.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Dicas

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *