Como Ter Lucro ao Vender Um Imóvel

Quem tem um imóvel que deseja vender deve se preocupar com alguns pequenos detalhes que podem fazer toda a diferença no resultado final da negociação. Detalhes como os revestimentos da cozinha e o acabamento do piso podem ser o toque que faltava para deixar o imóvel mais atrativo.

Fazer uma pequena reforma ou redecorar o imóvel pode ajudar a valorizá-lo para garantir uma venda com mais lucro. Os especialistas alertam que fatores como o bairro, a vizinhança, os serviços e estabelecimentos que cercam o imóvel tem um peso relevante na definição do seu preço, mas também conta bastante outros fatores como o estado em que o imóvel está.

A maioria das pessoas que está em busca de um imóvel não se importa tanto em pagar mais caro desde que não precise se preocupar com mais nada.

Preparando o Imóvel Para a Venda

Para convencer os possíveis compradores de que o imóvel realmente vale o preço que está sendo pedido é importante deixar o mesmo mais atraente. Essa técnica é muito utilizada pelos corretores nos Estados Unidos e recebe o nome de Home staging que em tradução literal significa encenação da casa.

O grande objetivo dessa técnica é agregar mais valor ao imóvel de forma que ele pareça com apartamentos modelos de forma a agradar mais aos compradores que desejam um ambiente que seja como um lar e ao mesmo tempo moderno. Essa prática está sendo tão utilizada que já existem profissionais especializados em oferecer esse serviço. A seguir vamos te dar dicas de como renovar o seu imóvel de forma a obter mais lucro.

Dicas Para Agregar Mais Valor ao Imóvel

Pintura

A pintura é uma parte essencial para que o seu imóvel adquira um visual completamente novo. Para conseguir que o ambiente tenha um visual mais acolhedor escolha tons mais claros que ajudam a transmitir uma sensação de amplitude. Quando o imóvel parece mais amplo se torna mais agradável para os compradores.

Apresentação é Tudo

Para ter sucesso no negócio e conseguir um lucro mais significativo pode ser necessário ter alguns gastos. Por exemplo, conserte o que estiver quebrado, troque os armários que não estejam com boa aparência e tente deixar os móveis mais bem arrumados e organizados.

Arrume a sua casa de forma a valorizar os seus pontos fortes e contornar os pontos fracos. Tenha em mente que o que as pessoas valorizam num imóvel é a amplitude e a luz do mesmo. Quando o imóvel parece pequeno e descuidado as pessoas tendem a não dar o seu devido valor.

Ilumine

A iluminação é um fator que faz toda a diferença para que o seu imóvel se destaque na hora de fazer o preço. Observe bem o imóvel e tente pensar em como você pode melhorar a iluminação atual, por exemplo, fazendo um rebaixamento de gesso. Quanto mais iluminado e bem cuidado for o seu imóvel mais lucro ele dará na hora de vender.

Quem está com pressa de encontrar um imóvel para morar costuma preferir as opções bem iluminadas e com ambientes já decorados. Uma boa opção também é usar lâmpadas de LED que além de contribuir para a conta de luz venha mais baixa deixa o ambiente mais valorizado e bem iluminado.

Piso

Em geral os imóveis mais antigos tem pisos de madeira, se esse é o caso do seu imóvel é interessante trocá-los. Um piso moderno pode ajudar a valorizar mais o imóvel enquanto que um piso mais antigo pode ser motivo de barganha por parte do comprador. O investimento no piso novo pode ser elevado, mas o retorno pode ser bem positivo. Os compradores geralmente aceitam pagar mais por um imóvel com um piso novo.

Modernidade é Essencial

Uma forma de conseguir deixar o seu imóvel mais valorizado gastando pouco é comprando alguns itens decorativos modernos. Escolha objetos que tragam mais alegria para os ambientes. Os azulejos do banheiro assim como vasos e pias devem ser modernizados, pois se tem algo que desencanta os possíveis compradores é se deparar com um banheiro que parece antigo.

Venda de Imóveis e o Imposto de Renda

Todos os anos os contribuintes precisam, obrigatoriamente, fazer a sua declaração de Imposto de Renda (IR). Nesse momento é natural que as pessoas fiquem um pouco perdidas em relação ao que precisa ou não ser declarado. A venda de um imóvel com lucro precisa ser declarada e em geral o Fisco fica com cerca de 15% do lucro obtido com o negócio.

Em relação à venda de imóveis um dos erros mais comuns das pessoas é acreditarem que a renda somente deverá ser informada na Declaração de Ajuste Anual. É bom ficar atento, pois o prazo para informar à Receita Federal sobre a renda obtida é curto. O contribuinte deve repassar os dados e fazer o pagamento do imposto até o último dia útil do mês seguinte ao negócio.

A dica dada pela Receita Federal é que o contribuinte acesse o seu site e baixe o programa “Ganho de capital”. Preencha os dados que estão nesse programa e siga as instruções. Lembramos que se a informação for repassada fora do prazo pode gerar juros e uma multa.

A Multa

Essa multa é calculada contando 0,33% sobre o valor do imposto que se deve ao dia e com o máximo de 20%. Também tem os juros que acompanham a Selic que é a taxa básica nacional que é a mesma usada pela Receita para fazer a correção dos valores das restituições do IR.

O Valor Declarado

Outro erro bem comum cometido pelo contribuinte que precisa declarar o valor de compra do imóvel é tentar atualizar o seu valor. Na hora de declarar é necessário declarar o preço histórico, aquele que consta nos documentos. A Receita Federal tem um cálculo específico para esse valor que leva em consideração a depreciação pela qual o imóvel passou.

O programa de Ganho de Capital pergunta a respeito de melhorias que tenham sido realizadas no imóvel vendido. Essas melhorias acabam impactando no valor do lucro final da venda e assim reduz o valor do imposto a ser pago.

A compra e venda de um imóvel deve ser lucrativa. Se trata de um investimento que pode ser simples de fazer, mas na verdade, dá um certo trabalho. Tudo começa quando você está procurando um imóvel para comprar, que precisa se dedicar a tarefa de encontrar aquele certo e no caso do vendedor de chegar ao preço justo.

Um comprador e um vendedor de um imóvel devem ter em lista, todos os custos que a fase de negociação pode custar e isso começa até mesmo de telefonemas e anúncios. Além disso, cada vez que uma pessoa que vai vender um imóvel e não mora nele precisa mostrá-lo, está gastando tempo e dinheiro. O mesmo o potencial comprador que está em busca de um imóvel ideal. E para que ambas as partes não percam tempo é melhor dizer a verdade e não exagerar jamais. Claro, até dá para omitir um detalhe ou outro que não é evidente, mas se o problema no imóvel for daqueles que basta uma semana para ser identificado, jogue limpo.

Quando se quer vender um imóvel e não se faz sozinho, contabilize os custos com a imobiliária ou advogado intermediário e se quer mesmo ganhar determinado valor, conte sempre com aqueles 20% que servem para dar o desconto. No caso do comprador, não pense duas vezes em negociar o preço, o valor pode ser sempre abaixo do que foi pedido inicialmente.

O pensamento correto deve ser: você deve sempre sair lucrando mesmo quando tem um intermediário.

Dicas Para Garantir o Lucro na Hora de Comprar um Imóvel:

  • O pior momento para se vender um imóvel é quando você precisa vendê-lo. O desespero estará estampado na sua cara e o comprador se aproveitará para pagar menos. Se for o caso, deixe que o corretor se encarregue de tudo. No caso de se tratar de uma venda comercial, não tenha pressa, para fazer um negócio lucrativo é preciso ter tempo.
  • Se você está vendendo um imóvel novo, que comprou faz pouco tempo, não deixe de considerar não só o preço que foi pago, a valorização que sofreu desde da compra, mas também, as taxas extras que foram pagas (como ligações definitivas, por exemplo) e se foi feito algum tipo de melhoria.
  • E falando em melhorias, considere todos os gastos, do material a mão de obra. Aliás, esse é um ponto fundamental, que deve ser pensado bem antes da venda, na verdade, antes mesmo de começar a quebrar aqui e ali. Se você já tem em mente vender o seu imóvel, pode até fazer melhorias, no caso de uma casa usada, para valorizá-lo, mas nunca gastar demais. O que acontece muitas vezes é que o valor da obra somado ao valor real do imóvel acaba atrapalhando a venda. Quem compra não quer pagar um imóvel com o valor maior de mercado, mesmo que as melhorias sejam evidentes. 
  • Considere a opção alugar o imóvel se não existe pressa em vendê-lo. Em alguns casos, quando existem fatores que estão atrapalhando a negociação, como uma obra perto do seu imóvel, é melhor esperar. E para não perder dinheiro, neste meio tempo, procure alugar o imóvel. Porém, também tem o outro lado da moeda. Cuidado com a escolha dos inquilinos. É muito comum que depois de alugar, o proprietário acabe tendo que arcar com despesas altas para arrumar o que foi destruído porque quem morou antes no imóvel.
  • Se você não quer ter problemas na hora de vender o seu imóvel e prefere ter nas mãos o lucro certo da venda, procure deixar toda a documentação em dia. Qualquer pendência será usada pelo comprador como desculpa para negociar o preço.
  • Não crie ilusões em relação ao imóvel. Procure sempre dar o preço justo, nem mais e nem menos. Há muita especulação de mercado atualmente e isso está supervalorizando os imóveis, o que não quer dizer que as pessoas estão pagando o que é pedido.
  • A venda financiada é uma das maneiras mais fáceis de conseguir um bom lucro com a venda de um imóvel. Faça um financiamento próprio, isto é, os juros deverão ser pagos a você e não ao banco. Porém, lembre-se que neste caso, o risco da inadimplência é você quem corre.
  • Se o imóvel em questão é uma casa que foi construída por você, no terreno comprado anteriormente. Faça todas as contas. É muito comum esquecer as despesas anteriores e considerar os gastos recente. O que fará com que você acredite que está lucrando quando na verdade não está. 
  • O pagamento à vista com desconto deverá ser considerado somente quando o valor é pago integralmente
  • Para não ter nenhum prejuízo mediante a venda de um imóvel é importante que você acompanhe todas as etapas do processo de venda.
  • Cuidado com corretores e ou imobiliárias que tendem a desvalorizar o seu imóvel para vendê-lo mais rápido e pegar a parte que cabe a eles. Fique atento se naquela imobiliária não tem um imóvel com as mesmas características e com um preço inferior que possa atrasar a venda do seu.
  • Seja realista e antes de colocar o imóvel à venda estude todas as vantagens e desvantagens, pesquise a concorrência e chegue no preço justo e que te dê o lucro desejável. Não se vende um imóvel simplesmente “chutando” um preço qualquer ou deduzindo que ele vale “X” porque é o dinheiro que você gostaria de colocar na sua conta bancária.
  • Cuidado na hora de escolher a imobiliária que irá representar você. É muito comum que eles exijam exclusividade por um determinado período e depois em algum ponto, comecem a forçar a redução do preço para que o negócio seja feito logo. Não é muito raro que os corretores não se importem em ganhar menos, pelo contrário, eles querem lucrar o mais rápido possível. Porém, dessa forma, quem sai perdendo é você, que terá um imóvel vendido a um preço bem inferior do que poderia ser negociado se feito profissionalmente e sem pressa.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Imóveis

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *