Como Assentar Cerâmica

O assentamento do revestimento cerâmico é, sem dúvida, um processo delicado, que deve ser feito com extremo cuidado, ou então toda a obra pode ser prejudicada.

Para saber como assentar corretamente esse tipo de piso, é necessário primeiro, entender que cada espaço onde ele será aplicado precisará de um tipo de tratamento.

Assentar

Primeiramente, se o piso novo for ser assentado sobre outro, já existente, deve-se decidir se ele deve ser completamente retirado, ou apenas assentar o piso novo sobre o que já está ali. No caso de retirada do piso antigo, o processo pode ser demorado e causar muita sujeira. Hoje em dia, já existem produtos que permitem que o piso novo seja assentado sobre o já existente. A grande desvantagem nesse caso é que o piso ficará mais alto do que anteriormente.

Caso o piso vá ser colocado pela primeira vez, a aplicação deve ser feita em camadas. Em primeiro lugar, é claro, vem a base, que é o chão onde o piso será aplicado, seja ele de concreto simples ou armado. Em cima da base vem a camada intermediária, que serve para fazer com que o piso fique regular, corrigindo pequenos defeitos como declives ou partes mais altas, além de impermeabilizar o chão, sendo a camada por onde tubulações devem ser embutidas – sua função primordial, no entanto, é ser a camada entre a base e o contrapiso.

Piso

O contrapiso é a camada de argamassa onde o piso será, de fato, afixado, e deve ser completamente lisa e regular. Antes da própria cerâmica, no entanto, deve ser aplicada a argamassa colante sobre o contrapiso, ela serve para fixar o piso no lugar, impedindo-o de se deslocar.

Há disponíveis no mercado diversas espécies de argamassa colantes; ela deve ser escolhida com base em dois fatores, a qualidade da argamassa em si e o ambiente onde ela deverá ser aplicada, levando em consideração qual revestimento cerâmico será escolhido. No caso de porcelanatos, por exemplo, a sua fixação é mais difícil, por absorver menos água e, portanto, a argamassa colante deve ser mais resistente. É sempre importante ter um profissional que ajude na hora da escolha destes materiais.

Depois da argamassa, vem o piso em si, que deve ser disposto com cuidado, para evitar rachaduras e, de preferência, comprado em tamanho que exija um mínimo de cortes e ajustes na sua fixação.

Argamassa

Depois de posto o piso, vem, por fim, o rejunte: a massa fina que une as peças de cerâmica, cobrindo os espaços “em branco” entre elas. Suas cores variam, e podem ser escolhidas de acordo com o ambiente em que ficarão.

Nunca se esqueça de consultar um profissional para auxiliar na aplicação e escolha de todos os materiais, para que sua obra seja duradoura e de boa qualidade.


Categoria(s) do artigo:
Construção

Artigos Relacionados


Artigos populares

Comentários

  • gostei muito fiz um curso de pedreiro e carpinteiro e quero aprender mais

    elizabete machado 21 de setembro de 2011 20:35

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *