Registro de Imóvel Custa Caro

O grande sonho de todo o cidadão brasileiro é adquirir a sua casa própria, o que, além das preocupações naturais como localização, frente leste, transito e outras, vai precisar de algumas economias extras para enfrentar despesas que vão além do custo do seu imóvel, pois juntamente com taxas e outras despesas, o registro do imóvel custa caro, em torno de 6% do valor pago, ou mais, dependendo da organização do proprietário do imóvel.

Registro de Imóvel Custa Caro

Registro de Imóvel Custa Caro

Se ele for um sujeito organizado e tiver toda sua papelada em ordem e com todos os tributos referentes ao imóvel devidamente quitado, todo bem. Mas existe ainda a possibilidade de o imóvel estar vinculado a alguma dívida, o que não permitirá Facilidades de Negociação. Aí todo o cuidado será pouco e o barato pode sair muito caro. É por isso que todo e qualquer negócio que envolva um imóvel, o registro pode custar caro, as vezes mais dói que os 6% do valor. Deve-se agir com muita prudência, verificando todas as possibilidades de irregularidades pertinentes ao imóvel que se deseja adquirir.

Documentos

Formulários

Encontrado o imóvel idealizado e com o dinheiro no bolso, não esqueça que o registro do imóvel custa caro, portanto, previna-se. Os passos seguintes seriam checar em todos os Cartórios e Tabelionatos do Município onde se localiza o imóvel, a existência ou não de qualquer empecilho a transferência do imóvel para o seu nome, tendo ainda o cuidado de que as certidões negativas sejam todas recentes, completando assim, o seu Manual do Proprietário para a sua segurança e a garantia de que o Registro do imóvel embora caro, fique em 6% e nem um centavo a mais. Portanto, par que tudo aconteça sem traumas, deve-se estar atento para todas as possibilidades de irregularidades do imóvel, pois é melhor prevenir do que remediar, o que pode lhe custar muito dinheiro e lhe trazer muitas situações desagradáveis.

Formulário

Documentos

Feito o negócio do seu terreno ou Escolhendo a Casa Certa dentro das suas possibilidades financeiras e verificadas todas as possibilidades favoráveis e de posse de todas as negativas, você vai enfrentar a escritura e o Registro do imóvel que custa caro, pagando então os impostos como, por exemplo, o de transmissão de bens imóveis que é um tributo obrigatório. Somadas as despesas de escritura, de Registro e de pagamentos de taxas e outros tributos, ai sim, você vai verificar se gastou ou não os 6% do valor total do imóvel. Para muitos, não é o mais importante o fato de que o registro do imóvel custe caro, o importante é sair do aluguel e ter sua casa própria, sem ter que andar por ai, em busca de casas para alugar. Transforme o valor do seu aluguel, no valor de uma prestação da casa própria, pois ai está o governo a lhe oferecer esta oportunidade, com o projeto minha casa, minha vida.


Categoria(s) do artigo:
Imóveis

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *