Planejamento Para Financiar Imóvel

Um dos principais sonhos dos brasileiros é comprar a sua casa própria, porém, para isso é necessário muitas vezes financiar o imóvel. A palavra financiamento já chega aos ouvidos com uma ideia de altos juros e dificuldade para pagar. O segredo para evitar problemas com o financiamento é planejar.

Infelizmente ninguém tem uma boa de cristal mágica para saber como será a sua vida financeira, entretanto, quem vai fazer um financiamento imobiliário a longo prazo precisa ser capaz de prever possíveis imprevistos tendo reservas para eles. Um dos pontos que deve ser levado em consideração é o valor que será dado como entrada e aquele que irá ser financiado.

Quando se faz um financiamento de 30 anos é importante pensar como pretende ter uma renda fixa pelas próximas três décadas. Quem pensa em mudar de profissão, por exemplo, tem que pesar isso na hora de se comprometer em tantas parcelas. Saiba mais sobre como fazer um planejamento eficiente para financiar o seu imóvel.

Conhecendo o Imóvel

Já que você vai comprometer boa parte da sua vida em pagar esse imóvel é importante conhecê-lo bem. Tenha em mãos o máximo possível de informações a respeito do mesmo além de fazer um estudo completo a respeito dos juros cobrados pelo banco e quais são as suas opções de financiamento.

A internet pode ser a sua grande aliada para fazer uma pesquisa de imóveis que estejam dentro do perfil da sua família. Porém, nada pode substituir a visita ao imóvel para ver de perto o que parece tão maravilhoso nas fotos, assim você evita fazer maus negócios.

Os Cuidados Com a Escolha de Um Imóvel

Quando for escolher um imóvel para financiar é importante fazer uma visita pessoalmente para saber mais sobre o lugar. Não se deixe atrair somente por uma localização interessante. Pense na sua qualidade de vida e na sua rotina, pense quanto tempo você levará para ir e vir do trabalho.

Também é importante observar a vizinhança do imóvel, a dica é fazer uma visita de dia e outra de noite. Faça uma visitinha também nos fins de semana para ter uma ideia de qual é o estilo de vida dos vizinhos. Se o imóvel é novo é interessante tentar imaginar a iluminação e a vista que ele oferece.

No caso de imóveis usados a dica é fazer alguns testes para verificar possíveis problemas hidráulicos. Dê uma olhada de perto nas paredes e também nas instalações elétricas para saber que está tudo bem com o imóvel.

Documentação

Antes de se comprometer com um financiamento é essencial verificar toda a documentação do imóvel e também do vendedor. Essa verificação pode ser feita em órgãos do governo e também em cartórios. Se o imóvel em questão foi comprado na planta é interessante verificar o CNPJ da empresa que está fazendo a venda. Em geral os bancos realizam essa pesquisa antes de liberar o crédito de financiamento do imóvel.

O Financiamento

O financiamento é principal forma que os brasileiros têm de comprar a casa própria. Não existe problema em financiar, na verdade o fantasma da dívida eterna que gira em torno dessa forma de parcelamento está no fato de que algumas pessoas não controlam as suas finanças de forma que acabam ficando endividadas sem conseguir quitar o financiamento.

Quando existem atrasos no pagamento do financiamento começam a aparecer cada vez mais juros que podem atrapalhar a quitação do imóvel. Quem se planeja evita esses problemas, mas lembramos que é necessário planejar o todo e não somente o valor do financiamento.

Saiba que boa parte das pessoas que tem dificuldades para quitar o financiamento é porque realizam a compra num impulso e na emoção do momento de forma que não pensaram muito a respeito. Ter cautela é fundamental e por isso é essencial fazer um planejamento.

Cabe no Meu Bolso?

A primeira coisa que você deve considerar quando estiver a ponto de fazer um financiamento é se o valor da parcela que pretende contrair cabe no seu orçamento hoje. É mais ou menos como comprar uma roupa, você não pode comprar um número menor porque decidiu emagrecer. A parcela precisa caber no seu bolso hoje, se daqui alguns anos a sua situação financeira melhorar será muito bom e você pode até mesmo tentar quitar mais rapidamente a compra, mas não dá para pagar algo além das suas condições agora.

Lembramos ainda que é importante saber que a dívida a ser paga irá aumentando com o passar do tempo devido a incidência de juros, taxas e correção monetária. Considere a possibilidade de você ficar desempregado, em 30 anos de financiamento muitas coisas podem acontecer.

O Crédito

Conseguir o crédito do financiamento não é tão simples quanto as pessoas acreditam e devido a isso muitas pessoas caem num erro comum, o de assinar um contrato de promessa de compra e venda antes de saber se o banco vai liberar a operação. Esse tipo de imprudência por acarretar em vários transtornos dentre os quais estão o pagamento de multas.

Existem outros casos em que o crédito de financiamento é liberado, mas os juros cobrados pelo banco são tão altos que o sistema de amortização da dívida não faz com que o débito vá diminuindo com o passar do tempo o que acarreta numa dívida que não se consegue pagar.

Condições de Compra

Um dos principais vilões do financiamento é o crédito fácil e programas governamentais que permitem que as pessoas adquiram imóveis na planta sem precisar pagar uma entrada e boas taxas de juros. Trata-se de uma compra realmente interessante, mas a maior parte das pessoas pensa somente no curto prazo esquecendo que o financiamento pode durar décadas.

É importante que os consumidores tenham condições de fazer uma análise técnica dos contratos de financiamento para que saibam exatamente onde estão entrando para evitar erros. Saber qual é o teor de cada cláusula é importante para não entrar numa situação problemática no futuro. Se possível conte com a ajuda de um especialista para ler o contrato e tente fazer uma reserva em dinheiro para poder dar de entrada na compra.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Imóveis

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *