Leilão de Imóveis da Caixa

Os leilões de imóveis da Caixa Econômica Federal são uma oportunidade para a compra de imóveis visando pagar um preço um pouco abaixo aquele de mercado. E o banco federal costuma realizar com frequência esse tipo de leilão, que é aberto a qualquer pessoa que tenha interesse em fazer a compra da casa própria através desse sistema.

Geralmente, os leilões de imóveis realizados pela Caixa Econômica Federal são anuais e para saber quando eles acontecerão e todas as exigências para participar do mesmo, é necessário acompanhar os editais que são publicados na página do banco na internet. Mas, se você está interessado em participar de um leilão de imóvel da Caixa, não fique preocupado em perder a oportunidade por falta de informação, normalmente, o banco faz grande publicidade a respeito.

O que é Exigido Pela Caixa Para que Seja Possível Participar do Leilão

Para que uma pessoa possa participar do leilão promovido pela Caixa, ela deverá cumprir algumas exigências. A primeira delas é que o nome do participante não conste em nenhum cadastro de crédito negativo, como SPC ou Serasa, por exemplo. O nome deve estar limpo e sem nenhuma pendência financeira. Outra exigência é que o participante comprove que tem dinheiro para investir no leilão, isto é, dar os lances e concorrer a compra do imóvel.

E quem está interessado em participar de um leilão da Caixa pode conhecer e saber detalhes do imóvel desejável visitando o site do banco, neste caso, o ano inteiro. Mas, especialistas aconselham, para quem quer fazer um bom negócio, é aguardar o leilão anual realizado pela Caixa. Segundo eles, é neste evento que os compradores conseguem fazer os melhores negócios, pagando o melhor preço e boas condições.

Veja Onde Obter Maiores Informações!

Você já sabe que todas as informações sobre o leilão de imóveis da Caixa podem ser encontradas no site do banco. Você deve ir até a sessão “Caixa leiloa” para saber quais os imóveis que estão disponíveis naquele momento. Além disso, no portal do banco fica disponível o download de todas as concorrências que estão em andamento naquele momento. Com isso ficará fácil saber se tem algum imóvel na sua cidade e que é do seu interesse. Anote o endereço do site: http://www1.caixa.gov.br/simov/index.asp. Comece escolhendo o seu estado e depois é só conferir quais imóveis estão disponíveis.

Para adquirir um imóvel através de um leilão da Caixa você deverá tomar os mesmos cuidados que tomaria em uma compra direta. É bem verdade que os preços desse evento são mais atrativos do que aqueles de mercado, mas não dá para se deixar levar somente por esse detalhe, outros itens devem ser levados em consideração.

Voltando as exigências, como já foi dito a respeito do nome sem pendências financeiras e dinheiro para investir no leilão, tanto pessoas físicas quanto jurídicas podem participar do leilão da Caixa. Porém, há outros detalhes que devem ser considerados, como por exemplo, o interessado não pode ter nenhuma ação judicial em andamento contra o banco, nenhuma pendência financeira com a Caixa ou outra qualquer instituição financeira, a renda mensal deve ser compatível com a dívida que será assumida (quando for financiado), no caso do FGTS, que esteja com os detalhes em ordem.

Ficará com o imóvel leiloado pela Caixa o participante que der a melhor oferta. Essa proposta é entregue ao banco em um envelope fechado e lacrado e somente depois de aberto, de todos que participaram é que acontece a classificação e se define quem ficará com o imóvel. São usados os critérios determinados pela Caixa, que vale a pena consultá-los antes de participar do leilão.

Dicas Para Quem Está Interessado Participar de um Leilão da Caixa

Os principais motivos que levam uma pessoa a procurar um leilão para adquirir um imóvel são: a possibilidade de conseguir menor preço do que aquele de mercado, os bons descontos que garantem os especialistas podem ser de até 20%, o prazer de participar de uma disputa considera por muitos emocionante. Porém, o que ninguém pode esquecer é que somada das vantagens elas se confrontam com a dificuldade que é de adquirir um imóvel dessa forma. Os especialistas garantem: é bem trabalhoso para quem quer comprar. E por isso, é necessário tomar alguns cuidados antes de embarcar nesse evento de compra de imóvel. Antes de bater o martelo e dar o seu lance, avalie:

  • Procure conferir toda a documentação do imóvel que está sendo leiloado.
  • Verifique se este imóvel não está com dívidas pendentes.
  • Leia e releia todas as regras para a participação do leilão que você quer participar.
  • Faça um estudo detalhado de qual seria a melhor forma de pagamento.

E tenha consciência de que se você chegou em um valor que achava justo, não quer dizer que outra pessoa não oferecerá mais e você sairá do leilão de mãos abanando.

O Crescimento da Oferta de Imóveis Através de Leilões no Brasil nos Últimos Anos

É bem verdade que o mercado de construção civil está bem aquecido no nosso Brasil. E mais verdade ainda que os preços dos imóveis ficaram ainda mais salgadinhos e isso acabou aumentando o número de pessoas que não conseguem pagar em dia as prestações do imóvel adquirido. E a legislação brasileira não perdoa os inadimplentes e não demora muito os imóveis vão para leilões. Atualmente, depois de 3 meses sem pagar a parcela do imóvel, o mutuário já recebe um aviso de que o imóvel irá a leilão.

A Seguir, Veja Dicas Antes de Entrar em um Leilão Para Adquirir um Imóvel:

  • Se você não quer ter dor de cabeça, prefira sempre um imóvel que esteja desocupado. Mas, fique sabendo que pelo menos 90% dos imóveis que estão sendo leiloados ainda estão com os seus antigos donos em casa. Se você adquirir um imóvel com o antigo proprietário dentro, receberá uma carta para pedir a desocupação. E é muito comum que depois acabe em uma briga na Justiça fazendo com que a desocupação seja lenta. Por outro lado, os melhores preços são justamente daqueles imóveis que ainda não foram desocupados.
  • Controle se existe ações judiciais contra a execução.
  • Faça uma visita prévia ao imóvel do seu interesse.
  • Veja quais são as dívidas do imóvel que o antigo dono está deixando.
  • Analise bem para escolher a forma de pagamento mais vantajosa.
  • Leia atentamente todos os detalhes do edital.
  • Nunca aceite como verdade absoluta o preço que foi avaliado o imóvel. Faça a sua avaliação.
  • Não fique aumentando o seu lance máximo, o defina previamente e não volte atrás.
  • Uma vez arrematado o imóvel, faço o registro imediatamente.
  • Procure um advogado especialista para lhe orientar.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Imóveis

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *