Móveis de Fibra Natural e Artificial: Características Gerais

Existem diversos tipos de cuidados que precisam ser levados em consideração no sentido de proporcionar ambiente organizado e ao mesmo tempo limpo. Quanto maior o tipo de diversidade de materiais que existe nos imóveis mais trabalha a pessoa que limpa os cômodos da casa precisa possuir durante a limpeza. Dica para simplificar de vez a limpeza e ao mesmo tempo proporcionar visual confortável e bonito está nos móveis de fibras!

Moveis de Fibras Naturais e Sintéticas: Crescimento no Setor

Em termos gerais o setor moveleiro possui competição em nível elevado e variado em terras nacionais. Por este motivo os interessados podem encontrar ampla gama das opções com matérias-primas e cores diferentes no produto final. O setor das fibras sintética oferta opções bonitas e simples de serem limpas. A tecnologia presente de maneira marcante no mercado também proporcionou evolução nos materiais de imóveis.

As fibras hoje em dia podem ser extraídas de maneira diferente das formas antigas que consiste na extração da matéria-prima natural. O resultado fica equivalente a produtos com caráter diferenciado em níveis mercadológicos, primando sempre pelo aumento da qualidade. A fibra sintética representa exemplo interessante que explicita os avanços.

Não se pode ignorar o fato de que o aumento do poder de consumo dos brasileiros representa ponto culminante para impulsionar o setor. Com a previsão de aumento constante do salário mínimo das tendências de evoluções podem ficar maiores dentro do mercado verde amarelo, conhecido por se autosustentar e ao mesmo tempo exportar produções para diversos países espalhados pelo globo terrestres.

Arquitetos e designer aponta que a participação do mercado brasileiro aumente com o impulso na utilização de fibras consideradas exótica, de grande procura no mundo. Interessante notar que elas podem estar presentes não somente nos móveis como também como parte da decoração de ambientes, destruindo assim todos os tipos de tabus que podem existir na respectiva tendência.

 Tipos e Conservação: Móveis de Fibras

 Tipos e Conservação: Móveis de Fibras

Tipos e Conservação: Móveis de Fibras

Podem ser de origem sintética ou natural – caso das espécies vegetais compostas principalmente por fibras de bananeira. Necessário ter em mente de que um dos primeiros passos relacionados com a conservação está no uso adequado dentro do conjunto de produtos utilizados na limpeza. Neste sentido são contraindicados: Produtos com soda ou ácido, solventes, detergentes, esponjas de aços, abrasivos, acetona, álcool e solvente.

O ideal está no uso de pano macio umedecido por sabão neutro e água, elementos capazes de proporcionar a beleza sem colocar em risco a integridade física das fibras presentes nos móveis. Aplique flanela seca para finalizar o processo. Outra dica interessante comentada pelo especialista está no uso das escovas com cerdas. Quem apostar no sabão neutro e aplicação de água deve conquistar resultados interessantes no aspecto da limpeza. Apesar se serem consideradas simples, as dicas podem garantir conservação e limpeza segura dos móveis de fibras naturais ou sintéticas, além de aumentar a vida útil em níveis consideráveis.

Fibras Sintéticas de Polipropileno

Fibras Sintéticas de Polipropileno

Os móveis de fibras sintéticas precisam ter alta qualidade no sentido de garantir toda a beleza estética ambicionada por quem investe na tendência para móveis.

Os móveis em fibra sintética necessitam de fibras selecionadas e de alta qualidade para garantir resistência e beleza plástica ao produto. Hoje daremos continuidade a nossa série sobre as fibras sintéticas presentes no setor moveleiro.

O polipropileno representa termoplástico do tipo reciclável. Transforma-se em fibra de maneira pura com revestimentos de outras fibras. Interessante notar que também contém alto nível de durabilidade e resistência que proporciona uso sem a necessidade de troca por longos anos. Resiste à abrasão e à ação de microrganismos. Não se pode ignorar o fato de que possui propriedades que funcionam de acordo com ciclo da inércia química, como leveza e isolação térmicas com qualidade, fato que contribui de maneira direta na composição de móveis compostas por fibras sintéticas.

Vale ressaltar que o polipropileno possui característica isolante que favorece na composição de móveis e estofados que demandam de estrutura com maior nível robusto. São encontradas com facilidade nas forrações externas e internas. Como são expostos às intempéries climáticas apresentam maior durabilidade e resistência de que as composições presentes nos móveis de fibras. Os móveis compostos por fibras de polipropileno se adequam à grande parte dos estilos de decorações. Caem bem nos ambientes espaçosos por causa da versatilidade.

Origem dos Móveis com Fibras Sintéticas

http://www.youtube.com/watch?v=IZZWSR–Zd4&feature=pyv

Não representa surpresa nenhuma encontrar móveis de fibras sintéticas nas capas de revistas especializadas em casa e decoração. Isto acontece de maneira principal por causa do seu pode versátil que se encaixa em quase todas as demandas por estilos que podem surgir dentro do setor decorativo.

A história aponta que as fibras sintéticas no setor moveleiro surgiram nos Estados Unidos, no começo do século XX. Foram desenvolvidas com base nas fibras químicas, representando assim alternativa às necessidades existentes nas empresas que dependiam da matéria-prima na linha de produção. Representa o resultado de diversas pesquisas feitas no sentido de melhorar a qualidade existente das fibras das épocas.

Em termos gerais as fibras químicas proporcionaram impactos marcantes logo que foram inseridas nas linhas de produções das fábricas. A característica peculiar está em não se restringir a respectivos usos específicos. Entre a lista das principais fibras sintéticas do mercado estão:

  • Acrílico
  • Fibras sintéticas
  • Náilon
  • Poliéster
  • Polipropileno
  • Fibra elastomérica

O baixo custo da nova fibra produzida junto com a agilidade na produção totalizou em conjuntos de que formaram pontos diferenciais na utilização dos produtos, caso característico das móveis de fibra sintética. Interessante notar ainda que a utilização da produção representa notícia interessante para o ecossistema, método melhor do que as existentes nos modelos antigos que levavam em conta fibras naturais que foram extraídas das produções agrícolas. Menos agricultura significa maior número de árvores tropicais de pé, responsável pode trocar o ar quente por atmosfera fresca e diminuição do aquecimento global.

A primeira fibra sintética produzida e comercializada em nível nacional acontece no ano de 1955. Na década de noventa do século XX acontece o reconhecimento delas nas produções por causa da diminuição das composições naturais. Na atualidade os dois tipos de composições possuem proporções parecidas dentro do mercado brasileiro.

Artigo escrito por Renato Duarte Plantier

 

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Dicas

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *