Como Acender Churrasqueira Com Óleo?

Churrasco

O churrasco é o nome que se dá para o prato que é feito com carnes (sejam elas in natura ou já processadas) ou até mesmo outros alimentos, como queijo, por exemplo, que são assadas em fogos e brasas, com o auxilio de equipamentos que podem ser espetos ou grelhas.

Não se tem conhecimento de uma origem específica desse tipo de preparo de carnes, mas se deduz que ela deu inicio na época em que começou-se a haver um domínio do fogo, na pré história. Nessa época, o ser humano começou a entender que assar a carne fazia com que ela ficasse mais macia.

Isso era possível observar em tribos de índios tupis da América do Sul, já que eles possuíam o costume de defumar suas carnes em grelhas de madeira, em um processo  chamado moka’em, que é considerado um antepassado do que conhecemos hoje como churrasco. Esse processo, além de alterar o sabor do alimento, também a deixava com uma validade maior, podendo ser consumida durante mais tempo.

Churrasco

Churrasco

Conforme os tempos passaram, todas as técnicas de assar as carnes foram sendo aperfeiçoadas, principalmente pelas pessoas que realizavam caça ou que criavam animais especificamente para o consumo. Esse aperfeiçoamento também servia como uma adaptação as condições do momento, como a adequação às carnes e à lenha disponíveis.

Na América do Sul o churrasco é um prato mais famoso e típico nas regiões como Argentina e Uruguai, e no Brasil o principal estado que carrega fortemente essa tradição é o Rio Grande do Sul, já que é nesse local que se compreendem os pampas, local onde a criação de gado foi feita intensamente pela primeira vez. É por isso também que os moradores do Rio Grande do Sul são chamados de gaúchos, que era basicamente uma nova nomenclatura para os vaqueiros.

Outro motivo para a popularização e sucesso desse tipo de preparo de alimento, é que a carne assada sempre foi uma refeição fácil de ser preparada quando se passava muitos dias fora de casa, sendo necessário apenas uma faca afiada, uma estaca – que podia ser até mesmo de madeira –, sal grosso e um bom fogo. O sal grosso é um item bastante abundante, já que muitas vezes ele também era utilizado na complementação dos alimentos do gado.

Conforme toda essa popularização do churrasco, esse costume passou a se expandir para várias outras regiões, e se tornou um prato nacional, com outras diferentes formas de preparo, o que acaba também levantando algumas polêmicas a respeito do que é o verdadeiro churrasco. Muitas pessoas discutem sobre alguns detalhes do processo, como a utilização de espeto ou grelha, ou a de lenha ou carvão, se a carne deve ser temperada ou não, se deve se utilizar sal grosso ou sal refinado, quais tipos de carnes devem ser usadas e se aceita-se frutos do mar e queijos, entres muitos outros questionamentos.

Churrasco Feito no Espeto

Churrasco Feito no Espeto

Vale a pena ressaltar que não existe um jeito exato e correto de se fazer churrasco, já que conforme o costume foi se espalhando, cada região encontrou sua própria maneira e variação de fazer essa carne assada.

A origem do termo “churrasco” é bem curiosa. Como esse nome é usado tanto no português, quanto no espanhol dos países latinos, já encontrou-se explicações em dicionários espanhóis, que essa palavra é um vocábulo com origem baseadas em sons, que no caso é daquele produzido no momento que a gordura respinga sobre a brasa. Porém, existem outros estudos que afismam que o termo é uma palavra muito antiga, advinda de sukarra, que significa chamas ou incêndio.

Churrasco no Brasil

No Brasil, entende-se como churrasco, qualquer carne que é assada diretamente no solo, podendo também ser conhecido como “fogo de chão”, e de modo geral são usados espetos ou grelhas. No que diz respeito ao fogo, o item mais comum é o carvão, já que ele é facilmente encontrado para comprar e também é bastante prático. Porém, existem também pessoas que preferem que se use lenha, e ainda, existem churrasqueiras que utilizam gás, ou que são elétricas, por meio de resistências.

As carnes mais utilizadas são, dos bovinos: picanha, maminha, fraldinha, costela, filé, alcatra, contrafilé, entre outros. Já dos suínos, são a costeleta, a paleta e o pernil. De carnes de frango são utilizadas principalmente asinhas, coxa, sobrecoxa e peito.

Os principais acompanhamentos usados em um churrasco são. Saladas, vinagrete, pão – que pode ou não ser acompanhado de molho de alho –, maionese, linguiça, entre outras coisas.

Churrasco Brasileiro - Picanha no Espeto

Churrasco Brasileiro – Picanha no Espeto

Maneiras de Acender uma Churrasqueira

Existem várias e várias formas de se acender uma churrasqueira, e todas elas contam com seus prós e contras. Antes de se apresentar algumas delas, é importante lembrar que mexer com fogo sempre é uma atividade que demanda muita atenção e cuidado, pois qualquer acidente pode ser fatal. Por exemplo, caso uma fagulha, por menor que seja, caia em um recipiente com algo, pode ocasionar uma explosão fatal. Ou então, caso algum pedaço de plástico caia no fogo, pode acontecer a liberação de gases tóxicos, que acarretam um certo mal estar e até mesmo dores nos olhos das pessoas que estão ao redor. Por isso, o mais indicado é que se realize tudo com atenção, e que mantenha crianças e animais distantes do fogo.

Abaixo serão apresentados alguns modos de se acender a churrasqueira, e também as vantagens e desvantagens das mesmas, contribuindo assim para que se faça uma boa escolha nesse momento do churrasco.

– Rolo de Jornal:

Nesse procedimento, deve se enrolar várias tiras de jornal em volta de uma garrafa e após fazer uma camada espessa, retirar a garrafa do meio, deixando assim tudo em um formado de canudo de papel, que deve ser colocado no meio da churrasqueira, com o carvão em volta, tanto por dentro, quanto por fora. Assim, coloca-se o álcool no jornal, e está pronto para o fogo ser colocado.

Os pontos positivos desse sistema é que o fogo tende a durar mais, formando brasa, já os negativos é que gera uma fumaça tóxica, além de produzir cinzas que podem ser tóxicas também, podendo até mesmo contaminar a carne.

Rolo de Jornal

Rolo de Jornal

– Pão e álcool:

Deve se encharcar um pedaço de pão – de preferência amanhecido – com álcool e coloca-lo em um montinho feito de carvão, cobrindo o pão com carvão também. Depois deve se colocar mais um pouquinho de álcool sobre o monte e acendê-lo.

A principal vantagem desse modelo é que o fogo acende bem rápido e de maneira uniforme. Já o contra, é que é necessário abanar bastante, para que a brasa seja mantida.

Pão e álcool

Pão e álcool

– Apenas álcool:

O carvão deve ser colocado na churrasqueira e ser embebido com muito álcool, sendo uma medida interessante a de meia garrafa de álcool para cada meio quilo de carvão, a não ser que seja álcool em gel. Nesse caso, deve ser utilizada uma garrafa para cada saco de carvão.. É necessário que o álcool seja de 92ºGL. Após colocar o álcool no carvão, deve se esperar aproximadamente dois minutos, para que ocorra a absorção correta do mesmo. A partir disso já se pode jogar um palito de fósforo, mas é importante que seja de longe! Deve se esperar cerca de quarenta e cinco minutos antes de se colocar a carne na churrasqueira, para que a brasa se uniformize e a chama fique menos intensa.

Os pontos positivos é que nesse processo não é necessário ficar abanando, já que a brasa pega facilmente. Além disso, também não é produzido nenhum tipo de fumaça tóxica. Os negativos é que esse pode ser um procedimento perigoso, já que caso o palito de fósforo seja jogado muito de perto, podem acontecer acidentes.

Apenas álcool

Apenas álcool

Acender Churrasqueira com Óleo

O foco desse artigo é o acendimento da churrasqueira com óleo, e essa também pode ser uma boa alternativa, tanto quanto as outras que já foram citadas.

Para acender uma churrasqueira com óleo, deve se encharcar o carvão com álcool ou com óleo mesmo, e fazer o mesmo com um pedaço de papel higiênico que caiba na mão, embebendo-o com óleo de cozinha, mais preferível que seja o de soja. Esse pedaço de papel higiênico deve ser jogado no carvão, e assim que for colocado fogo, deve-se abanar para que a brasa se estabeleça.

O principal ponto positivo desse modelo é que ele pega fogo rápido, já o contra, é que ele libera uma fumaça bastante tóxica e de tom escuro, além de precisar de ficar abanando constantemente para que a brasa seja mantida.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Dicas

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *