Que Cores Evitar em Casa?

Você está pensando em decorar e parou para pensar em que cores usar nas paredes, nos objetos, nos móveis, enfim, em toda a casa? Pode ter certeza que é importante fazer um planejamento de qual será a cartela de cores da sua decoração porque elas influenciam e muito o resultado final. O ideal é seguir as ideias do começo ao fim, evitando de cometer exageros ou de deixar a casa “sem sal” demais, quando essa não era a intenção. Mas, entre essas dúvidas, você já se perguntou se existe uma cor ou cores que devem ser evitadas na decoração de casa?

Se é essa é uma dúvida, perfeito e caso não seja, melhor ficar por dentro para não ter problemas no futuro. Não existe uma cor que não pode ser usada na decoração de casa, a não ser, que tenha alguém que a odeie e não suportaria o fato de olhar para aquela parede todos os dias. Tirando isso, existem sim, cores que devem ser usadas com mais cautela. Até porque, cores na decoração é uma questão de gosto, há quem prefira apostar em tudo branco, preto e branco, muito colorido, enfim, cada um respeitando a própria personalidade. Mas, é verdade também, que temos que atender os nossos desejos, mas seguindo algumas regrinhas para não fugir do “tom”.

As Cores na Decoração da Casa e o Efeito que elas Provocam

Temos que concordar e os profissionais também, que não é fácil escolher as cores da decoração. Até porque pode ser que o que era lindo hoje, depois de tanto olhar, passe a ser feito, dá para simplesmente enjoar.

Uma das regras básicas para escolha das cores é pensar em tudo o que vai entrar naquele espaço, dos móveis aos elementos de decoração. As tonalidades escolhidas precisam somar com a decoração e não destoar ou sobressaírem.

Veja dicas que podem ajudar na escolha!

  • Branca: Pode ter certeza que essa cor doa muito para sua casa e principalmente porque não cansa e dá sempre aquela sensação de paz e descanso. Atualmente, porém, o estilo “total branco” saiu de moda, o ideal é usá-lo dando um toque de colorido com outros elementos no mesmo ambiente. Lembre-se que é a cor perfeita para quem precisa de espaço.
  • Amarela: Você sabia que se trata de uma cor estimulante? Sim, essa tonalidade age bem no nosso sistema nervoso central nos levando a ter mais coragem para colocar os planos em prática. Porém, na hora de usá-la na decoração, muito cuidado, nada de caprichar em pintar uma parede inteira. Primeiro, ela deverá ser usada em ambientes bem iluminados, depois, escolha tons mais discretos e faça sempre que o amarelo seja um detalhe.
  • Laranja: Dá para imaginar que é uma tonalidade que desperta alegria e por isso, contagia. Sendo assim, não é preciso falar que é para ir com calma, se for na parede, uma única ou uma coluna. Ou então, aposte em objetos e detalhes na decoração, como por exemplo, em almofadas. O laranja com o verde e o marrom fica ótimo. Lembrando que o excesso da cor em casa pode provocar irritabilidade.
  • Vermelha: Também é uma cor que estimula e mais uma vez, se exige cautela ao usá-la. Um outro positivo é o fato de que provocam irritabilidade. Então, se você gosta de vermelho, pode até espalhar pela casa, em detalhes de quadros, capas dos livros da estante, objetos de decoração, em geral.
  • Verde: Se o vermelho irrita o verde acalma, claro, prefira, os tons mais claros na decoração. O quarto pode ser um excelente lugar para pintar uma ou duas paredes com a cor verde. Usá-lo em várias tonalidades, do mais claro ao mais escuro, também pode render uma decoração bem interessante.
  • Azul: Outra cor que tem “efeito calmante” e que ao mesmo tempo é vitalizante. Essa cor é uma poderosa aliada para quem está querendo “ampliar” espaços pequenos em casa. Se for aplicada em um lugar iluminado, melhor ainda.
  • Preto: A cor preta é elegante e sóbria, mas não dá para carregar com ela na decoração. Um objeto aqui outro acolá, um móvel, como o sofá e o famoso preto e branco. Essa é a medida certa para usar a cor preta.

Dicas Para Usar as Cores Certas em Ambientes Pequenos

Anote as dicas para usar as cores ao seu favor, saiba o que NÃO evitar.

  • Equilibre: uma parede escura ou com cor chamativa, as demais na cor.
  • Para não ficar tudo branco, use uma mesma cor em várias tonalidades.
  • Use um tom base quando estiver pensando em cores vibrantes.
  • Use cores que servem para “afastar” nos ambientes pequenos: verde e azul, as duas são perfeitas para isso.
  • No teto para deixá-lo mais “alto” só pinte de branco, as outras cores estão proibidas.
  • Para ter definição espacial, equilibre: piso deve ser mais escuro do que a parede.

Outras Dicas Para Usar a Cor ao seu Favor: Aposte na Simplicidade

Se você vai decorar parta do princípio que é melhor apostar na simplicidade e evitar o exagero. Neste segundo caso é muito mais fácil de errar. Quando falamos de espaços pequenos, por exemplo, comece com a regra básica: menos é mais. As cores muito vivas são “proibidas” para o chão, teto, carpetes e paredes. Prefira: cores claras e tons pastéis. Você pode colocar uma cor no teto e outra na parede, ouse um pouco.

Na hora de usar carpetes, tapetes ou alcatifas, a regra básica é: decorações neutras, estampas simples e nada de grandes relevos.

Em casas com cômodos pequenos não use o papel de parede se ele tiver padrões muito grande, dê preferência aos simples e neutros. Eles não podem se destacar demais que darão a impressão de um espaço menor ainda.

Caso use as cores escuras prefira colocá-las na parte mais baixa e as claras devem ficar perto do teto. Por exemplo, no banheiro, se você coloca um piso azul-marinho no chão, pode usar um revestimento azul água ou azul celeste na parede.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Decoração

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *