Como Usar o FGTS Para Construção

Para quem não tem dinheiro à vista e quer ter o imóvel dos sonhos mas já tem um espaço, há uma opção bacana proporcionada pela Caixa Econômica Federal: o uso do FGTS. O Fundo Fundo de Garantia do Tempo de Serviço, criado em 1966, é um valor depositado todos os meses pelo empregador para amparar o empregado depois de um fim de contrato. Ele pode ser sacado ou não depois que houver um desemprego, e serve como garantia de reforma.

A Caixa Econômica Federal lançou em conjunto com o Governo Federal o programa Minha Casa Minha Vida Construção. O FGTS seria a garantia para a Caixa de que o solicitante iria pagar, já que o valor é depositado todos os meses. Com este fundo, dá para pedir valores emprestados com desconto em parcelas direto na conta corrente ou pagamento em boleto e conseguir um valor considerado razoável de juros.

 

Quem Pode Usar o FGTS Para Construção?

A Caixa empresta o valor de construção para quem está empregado, pois quem está sem emprego pode sacar o FGTS a qualquer momento. Logo, o primeiro requisito básico é ter carteira assinada devidamente e não apenas estar trabalhando. Mas quem paga seu FGTS de forma independente também pode, como os autônomos e micro empreendedores.

Outros pontos são exigidos pela Caixa são uma renda familiar de até R$ 5 mil mensal e ter todos os devidos documentos em dia. É preciso procurar uma agência da Caixa Econômica Federal em todo o Brasil e fazer o cadastro no programa para saber se você tem direito.

 

O Que Dá Para Fazer Com o FGTS Para Construção?

O valor liberado pode ser usado para três finalidades: construção de um imóvel em terreno próprio, a compra de um terreno sou finalizar uma obra e melhorar seu imóvel. O valor é baixo e não dá para financiar um imóvel e também é dado em forma diferente da carta de crédito, a que se compra uma casa ou apartamento.

Quanto é o Valor Do Empréstimo?

Ao usar o FGTS para construção, você está na verdade pedindo um empréstimo ao banco e por isso deve honrar com seus compromissos mensalmente, ou poderá perder conta bancária e entrar no cadastro de devedores nacionais (SPC / Serasa). Os membros do  Programa do Governo Federal Programa Minha Casa, Minha Vida tem vantagens na lista e já conseguem o valor total de R$ 5,400 com mais facilidade se todos os documentos apresentados forem corretos.

Os valores vão até R$ 90 mil reais, mas tem certas condições para tirar o valor. Será liberado de R$ 465 a R$ 5.400 para quem deseja remodelar um imóvel que fique na capital ou região metropolitana consideradas de grande porte.

O valor a ser liberado depende da renda familiar e de quanto de FGTS já há depositado. A parcela do financiamento não pode ser superior a 30% da renda familiar mensal bruta e pode variar com alguns critérios da agência bancária, como se deve ao próprio banco, se está no SPC e se tem algum problema com o imóvel. Não é certeza ir até uma agência da Caixa e conseguir o valor.

Para quem comprou o terreno e está pensando em construir, é possível conseguir até R$ 190 mil, mas o valor varia de acordo com alguns pontos, como se fica no Distrito Federal, Rio ou São Paulo, com taxas altas de material de construção. As mais altas do Brasil, na verdade. O menor valor é de R$ 90 mil para quem vai começar a obra do zero.

 

Os Juros Da Operação

Você pode pegar com o banco de R$ 456 a R$ 5.400 para uma reforma, mas irá pagar um pouco mais que isso. O número de parcelas pode chegar a até 360, com juros de 5 a 7 %. São taxas consideradas baixas em relação a alguns financiamentos e empréstimos bancários. Os juros do cartão de crédito também podem ser bem mais caros que isso.

Como Recebo o Dinheiro?

Hoje em dia, o financiamento usando o FGTS pode liberar o valor de duas formas: via cartão de crédito e via carta de crédito. A carta é destinada para quem deseja comprar um terreno, por isso ela é aceita em diversos estabelecimentos e imobiliárias. Quem receber basta ir em uma agência e fazer o desconto direto para a sua conta corrente do valor do crédito.

http://www.youtube.com/watch?v=1kynsJbctm0

Já o cartão de crédito é via limite. Você pode usar em estabelecimentos que aceitam o cartão conhecido como Construcard, a ser usado em maquinetas específicas e devidamente cadastradas no programa.

Trocar Construcard Por Dinheiro é Crime

Os estabelecimentos comerciais são autorizados devidamente para fazer uso do cartão de crédito Construcard, mas apenas para compra e venda. Muitos pontos comerciais, porém, fazem a trocar por dinheiro que, infelizmente, é um crime. A loja de material de construção que estiver fazendo esta troca poderá ser descadastrada do programa. Para isso, é só denunciar na Caixa o local que anda com a prática indevida do programa federal.

 

Pode-se Usar Este Dinheiro Para Comprar Outro Imóvel?

Sim, caso não se possa fazer a reforma ou construção no imóvel atual. O importante é deixar isto claro em seu registro na Caixa, devidamente regulamentado.

Também se pode comprar outro imóvel mesmo já tendo um. O requisito cobrado é apenas a renda familiar como base e que o imóvel esteja nas normas da Caixa para financiamento, por isso pode-se fazer o que quiser com o valor liberado. O que não dá é comprar roupas, sapatos e bens não relacionados à construção. Até porque estabelecimentos comerciais que aceitam o Construcard precisam estar relacionados com material de construção para diversos fins e não com outros tipos de bens de consumo.

 

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Construção

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *