Como Remover Espuma Expansiva de Poliuretano?

O Poliuretano

O poliuretano é um polímero composto por cadeias orgânicas unidas através de ligações uretânicas.  Ele é muito utilizado em espumas, fibras, tapetes, tintas, e adesivos com alto desempenho. O nome desse polímero é dado por essas cadeias citadas serem formadas basicamente de uretano ou carbamato.

Quem criou esse elemento foi o químico Otto Bayer, e ele começou a ser desenvolvido na época em que se iniciava a Segunda Guerra Mundial, como um possível substituto da borracha.

Esse polímero pode ter vários tipos de dureza e de densidade, mudando conforme se altera o monômero usado, e também de acordo com que são inseridos aditivos que modifiquem suas propriedades originais, fazendo com que eles possam ser mais resistentes contra a combustão e até mesmo ser mais estáveis quimicamente.

As propriedades mecânicas do poliuretano são influenciadas principalmente pelo formato e pela funcionalidade da molécula, podendo existir alguns mais macios e flexíveis ou mais rígidos, que contam com essa característica principalmente com o uso de catalisadores, fazendo com que sejam criadas novas estruturas no interior da espuma.

Aplicações do Poliuretano

Como já foi um pouco explanado, os produtos do poliuretano são muito versáteis e úteis. O principal deles é a espuma, que é o foco desse artigo. Na maioria dos casos essa espuma se encontra camuflada em outros materiais, como em refrigeradores, freezers, dentro de paredes metálicas, funcionando como isolante térmico.

O poliuretano também pode ser usado em verniz e revestimentos em trabalhos de madeira, dando um acabamento duro sobre a peça. Esse verniz não penetra totalmente na madeira, então ele não oferece tanto brilho como outros tipos, e quando submetido ao calor, pode apresentar marcas esbranquiçadas.

Uma outra aplicação do poliuretano são nas colas, principalmente para trabalhos em madeira, tendo como principal vantagem a resistência à agua. Esse adesivo também é utilizado na indústria automotiva, para a montagem dos vidros.

Esse polímero também utilizado para se fabricar pneus rígidos, como as rodas de skate, por exemplo, já que precisam ser reforçadas e com grande resistência a abrasão. Ele também pode constituir pneus de cadeiras de rodas e bicicletas. Ainda na parte automotiva, as espumas podem ser usadas na composição do interior de carros, como nos assentos, nos locais para se apoiar os braços e a cabeça, e no revestimento do teto, por exemplo.

Muitos calçados também são confeccionados a partir do poliuretano, principalmente os femininos. Além disso, existem preservativos feitos desse polímero, que funcionam como uma alternativa ao uso de látex, sendo benéfico para pessoas alérgicas ou sensíveis a esse material.

O poliuretano também é muito utilizado em peças técnicas, fazendo com que também seja conhecido como “plástico de engenharia”, e assim é bastante usada na indústria em geral e em suas manufaturas, como no revestimento de cilindros que prensam o papel na sua confecção, ou no dos tamboreadores utilizados em máquinas.

Ele também é usado em grande escala em plataformas de petróleo e no mercado de mineração, nos revestimentos de tubulações, principalmente por sua proteção contra a abrasão.

Em relação aos metais, o poliuretano leva vantagem por possuir peso e ruídos menores, menor custo e maior resistência a corrosão, e em relação aos plásticos, eles são menos quebradiços e mais resistentes a abrasão. Já ao ser comparado a borracha, ele possui maior resistência a óleo, a abrasão e a grandes carregamentos. Além disso, ele pode ser fundido e não marca, nem mancha, e também é resistente a microrganismos.

Espuma Expansiva de Poliuretano

Em sua forma tradicional, a espuma é usada para fixação de batentes, janelas de ferro, isolamento de diversos encanamentos e saídas elétricas, entre outras utilidades.  É um produto bastante econômico e eficaz, absorvendo barulhos e vibrações, garantindo conforto.  Ela também é ótima em aspectos de não ceder a pressão e não encolher, sendo muito eficaz mesmo com chuva, vento, poeira, e tornando-a útil tanto para ambientes internos, quanto externos.

A sua aplicação se dá de maneira bem simples. Basta limpar e higienizar a superfície e umedecê-la, agitar a embalagem, e usar, devendo aguardar um dia para a sua secagem total.

Como Remover Espuma Expansiva de Poliuretano?

Para remover a espuma de poliuretano é necessária a utilização de um removedor químico, e ele deve ser usado em ambiente com muita ventilação, e a pessoa que estiver administrando deve usar equipamentos de segurança.

A aplicação deve ser feita pulverizando o removedor sobre o item, e se esperar o tempo recomendado na embalagem. Em seguida, se deve passar uma espátula sobre o objeto, seguindo as fibras da madeira, e o processo deve ser repetido até a camada ser removida. O acabamento pode ser feito com lã de aço, tirando os resíduos e depois com uma lixa, finalizando o processo.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Construção

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *