Como Encontrar Mão de Obra Qualificada Para Construção

O setor da construção civil é um dos mais aquecidos no atual momento econômico do Brasil. E quem precisa contratar mão de obra para essa indústria diz que está enfrentando um grande problema, o da falta de qualificação dos profissionais. Uma pesquisa feita pela Confederação Nacional da Indústria, CNI, junto com a Câmara Brasileira da Indústria da Construção revelou que de cada 4 empresas, 3 dizem que não estão conseguindo encontrar mão de obra qualificada para construção.  Em resumo, esses números representam 74% das empresas de construção civil do Brasil, mais do que a metade.

Ainda segundo a pesquisa, se falarmos de empresas de pequeno porte do setor, esse número também é alto, 64% delas enfrentam dificuldades para encontrar mão de obra qualificada. E falando daquelas de médio porte o número pode chegar até 81%.

A pesquisa realizada pela CNI em parceria com a Câmara Brasileira da Indústria da Construção ainda resultou em outros dados importantes relativos a falta de mão de obra qualificada. A carência desses profissionais estão em porcentagem nos seguintes postos de trabalho: 94% quando se fala de serventes e pedreiros e 92%, quando são os funcionários técnicos de uma construção civil. E mais, as empresas não conseguem encontrar pessoas capacitadas na área administrativa, com porcentagem de 70%, funcionários especializados, 77%, na área gerencial esse número desce para 69%, na área de marketing e vendas, 52% e 45% no desenvolvimento e pesquisa.

Os Motivos Para a Falta de Mão de Obra Qualificada na Construção

Segundo o gerente-executivo da CNI, que fez parte da pesquisa sobre a falta de mão de obra qualificada, esse pode ser um reflexo do longo período em que o setor passou estagnado e quando voltou aquecer, não houve mudança. E ainda, os empresários alegam que as obras exigem mais qualidade, contenção de desperdícios, que os prazos sejam cumpridos, uma vez que as empresas procuram ser mais eficientes, no mercado que é aquecido, porém, concorrido.

Outros consultores buscam uma outra razão, que seria o aquecimento no mercado de construção civil. Eles lembram que essa escalada vem há mais ou menos 8 anos e o que impulsionou essa mudança foram os jogos programados para o Brasil, Copa do Mundo e Olimpíadas. Segundo eles, as empresas estrangeiras de olho nas oportunidades que foram criadas no Brasil e para fugir da crise voltaram a investir muito no nosso país. Em resumo, para esses consultores, o mercado cresceu e a mão de obra não acompanhou as mudanças do setor.

Ressaltando que a pesquisa citada foi feita com 424 empresas brasileiras do setor, sendo 136 de pequeno porte, de médio porte foram 195 e de grande porte 93.

Como as Empresas Podem Enfrentar a Falta de Mão de Obra Qualificada

No Brasil é muito comum os profissionais em busca de trabalho em maior quantidade do que as vagas oferecidas. Porém, o que se vê no setor da construção é um número de vagas maior do que aquele de pessoas para ocupá-las, mas não exatamente porque faltam profissionais, mas falta capacitação. O que acontece muitas vezes é um giro muito grande de funcionários nas empresas de construção porque a empresa tenta trocar aquele que não está preparado por um outro. E esse para essas empresas representa um grande gasto de entra e sai de funcionários e problemas na obra. Porém, como resolver o problema?

É bem verdade que algumas empresas encontraram no fator “mão de obra não qualificada” um motivo para pagar bem menos para as pessoas que trabalham no setor, o que no final representa um problema para ambas as partes.

Já as empresas que querem solucionar o problema, devem encará-lo de frente. Elas fazem uma seleção o máximo criteriosa possível e depois procuram integrar esse funcionário ao quadro da empresa. Além disso, o salário oferecido a essas pessoas não é aquele baixo, que não ajuda e sim desestimula. Não basta somente treinar os profissionais e qualificá-los, mas oferecer um bom salário que o faça querer permanecer naquela empresa. Porque também é muito comum que alguns profissionais se qualifiquem em uma empresa e busque trabalho em outra que paga melhor.

O que Estão Fazendo as Empresas Para Driblar a Falta de Mão de Obra Qualificada

Uma das formas de enfrentar a falta de mão de obra qualificada, como foi dito anteriormente, o primeiro passo é ser criterioso na hora da contratação, pagar um salário justo e dar conhecimentos ao novo funcionário. Quem chega deve conhecer os produtos que são usados pela empresa e principalmente a forma como ela trabalha. É muito importante que os funcionários sejam estimulados a serem ativos e não ficarem aguardando ordens para produzir como se deve.

E como a mão de obra qualificada está difícil, uma segunda forma é levar o próprio funcionário a melhorar, se especializar. Oferecer para ele a oportunidade de melhorar através de cursos. A falta de entendimento do trabalho que está se fazendo faz com que o profissional trabalhe desmotivado e isso resulta diretamente de forma negativa no resultado final da produção.

Um profissional que simplesmente trabalha porque precisa, tem um salário baixo e não é levado a melhorar, tende a fazer tudo de forma amadora e sem nenhum compromisso.

Os bons profissionais, aqueles qualificados precisam entender que eles são importantes para empresa e que eles podem fazer o diferencial. E um trabalhador não qualificado, mas interessado, deve ser aproveitado pela empresa, com a melhor inserção dele no quadro de funcionários. Ele deverá receber treinamento, ter a oportunidade de participar de cursos técnicos e principalmente, que ele seja valorizado.

Como está difícil encontrar mão de obra qualificada, os especialistas alertam as empresas que é melhor investir nos próprios funcionários e transformá-los em profissionais qualificados e depois, para mantê-los, valorizar o trabalho exercido por eles.

Para as empresas que estão procurando um caminho mais curto, encontrar mão de obra qualificada no meio da “crise” do problema, tem dois caminhos: um deles é ir e busca do profissional na empresa concorrente, obviamente, oferecendo um salário mais atrativo e melhores condições; a segunda opção é buscar em cursos técnicos que estão aumentando no Brasil.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Construção

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *