A Convivência de Animais nos Condomínios

A presença de animais é um dos maiores motivos de discussão entre condôminos. Alguns condomínios aceitam mediante regras que se criem animais, outros são mais severos e não concordam com qualquer animal que não esteja em uma gaiola. O principal motivo da proibição é o incomodo que um animal pode causar a seu vizinho, ele curtindo ou não animais e seja qual porte ele tenha.

As principais reclamações de pets em condomínios são voltadas ao barulho feito pelos animais. A sujeira é controlável, a subida e descida dos animais podem sair do elevador e ser feita por escada para evitar pessoas que não curtem animais no elevador, mas o barulho é quase incontrolável. Os gatos nem tanto, mas os cachorros fazem bastante barulho quando estão estressados e com pouco espaço. A qualquer batida da porta do vizinho eles podem começar a latir, ou barulhos que o alertem durante a noite e deixam alguns vizinhos loucos. Quanto mais movimento no prédio, mais barulho o animal faz e acaba por incomodar bastante os companheiros de moradia.

A Lei Não Proíbe Criação de Animais em Condomínios

Não existe uma legislação proibindo a criação de pets em apartamentos, por isso chamar a policia em nada vai adiantar aos vizinhos incomodados. Contudo, existem regras especificas de moradia que podem constar nas regras dos condomínios. As regras do condomínio valem como um contrato particular a ser assinado antes da mudança, com o qual o morador aceita todas as regras para ocupar aquele espaço. Regras podem ser mudadas, mas devem ser aceitas por no mínimo 70% dos moradores do lugar.

As regras de cada condomínio sobre criação de animais mudam bastante. Algumas são mais severas e não permitem qualquer animal, pequeno ou grande, de gaiola ou não, em aquários e qualquer outro tipo de animal. Outros são mais flexíveis, permitindo a moradia de animais de pequeno porte e aqueles que não incomodam os demais apartamentos como peixes, passarinhos e ramster(desde que criados em gaiolas e não soltos).

Moradores que Desrespeitam as Regras Podem ser Expulsos do Condomínio

A menos que você seja um mestre no disfarce, não dá para enganar um sindico por muito tempo na criação de animais proibidos. Gatos miam, cachorros latem e ambos podem fugir. Caso seja regra do espaço privado não criar animais, o sindico possui direito de fazer uma vistoria e pode multar o dono do apartamento ou cada em condomínio fechado por descumprimento de regra básica. Você assinou um contrato e deve cumprir com sua parte, bem como o condomínio deve prover as demais cláusulas do contrato.

Alguns contratos de condomínio envolvem multa e até expulsão do morador. No caso de ele ser dono do imóvel, poderá alugar ou colocar para a venda, mas não poderá mais morar no espaço. A lei ampara os demais condôminos incomodados com a presença do criador de animais, pois um contrato foi firmado e você aceitou todas as regras. A multa pode ser muito superior a dois salários, depende do espaço e do valor do imóvel, pois ela precisa corresponder ao poder aquisitivo dos moradores.

Tenha o Máximo de Cuidado Para Não Incomodar os Vizinhos

Mesmo em condomínios que permitem a criação de animais, o espaço comum deve ser respeitado. Mesmo morando em casas os donos de pets devem entender que nem todos curtem animais e precisam ser respeitados por suas preferências. Para os amantes de animais é bem complicado entender isso, mas é preciso para uma boa convivência e pelo respeito ao espaço do outro.

Cuide da Sujeira dos Seus Animais

A limpeza é um dos pontos mais importantes. Animais de pequeno, médio ou grande porte defecam e urinam e não tem nada pior que você sair todo arrumado para o trabalho, entrar no elevador e pisar em cocô de cachorro. Mesmo os criadores de animais domésticos não curtem eventuais surpresas. Quem não cria não suporta o mau cheiro dos dejetos dos animais, e quem cria também. Fezes e urinas também causam doenças tanto em crianças como em adulto, principalmente em crianças com o sistema imunológico mais fraco e ainda em formação.

No caso dos gatos, uma pequena caixa de areia e ensinamentos básicos já vai ajudar o animal a fazer suas necessidades no local especificado. Depois é só levar os desejos para o lixo e trocar a areia. Já com os cachorros, evite ao máximo levar o animal para áreas comuns como parques infantis, piscina e salão de festas. Se possível, passeie com seu cachorro longe das muralhas do condomínio para evitar qualquer sujeira. Outra forma de evitar a sujeira feita pelos animais é andar com pá e sacos de papel ou plástico na mão e uma pequena garrafa de água com desinfetante. Sempre que ele fizer xixi, lave com água e desinfetante. Quando fizer cocô, apanhe com a pá e jogue em uma lixeira adequada. Do mesmo jeito que você não curte limpar sujeira de outros donos, eles não curtem limpar do seu animal.

Coloque Tela nas Janelas para Gatos

Você não gosta de ter outros gatos em sua casa visitando e comendo a sua ração, os outros donos não curtem visitas noturnas também. Por mais calmo que seja seu gato, felinos são exploradores e podem visitar a feira de outro vizinho e roubar peixe. Gatos são atraídos pelo cheiro e seus instintos falam mais alto que sua boa educação e domesticação. Para evitar incidentes constrangedores e multas, coloque telas nas suas janelas, principalmente na varanda. Mantenha a porta do apartamento sempre fechada e seu animal no interior.

Telas também evitam a perda do seu animal. Ele pode fugir e acabar por não saber voltar e causar acidentes sérios para a própria vida do animal. São baratas, fáceis de instalar e os benefícios são diversos. Também vai ajudar no caso de fêmeas no cio a não escaparem.

Leve seu Animal para Passear Todos os Dias

Cachorros felizes, cansados de muita brincadeira e bem alimentados são calmos e dorme quando os donos dormem. Se você quer evitar barulho no seu apartamento, uma boa dica é levar seu animal todos os dias para um longo passeio. Você brinca com ele, ele se cansa e acaba por um sono tranquilo.

Se seu cachorro late muito, o melhor é optar por raças mais silenciosas mesmo. Poodles são estressados em apartamentos e sem contato com a rua, latem por horas ao fio( e sem apresentar problemas de garganta!). Escolha raças menores e mais silenciosas para criar em apartamentos.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Condomínio

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *