Dicas de Manutenção de Piscinas

Ter uma piscina em casa é ótimo, mas exige um trabalho de manutenção constante. Pode até parecer fácil, porém, a tarefa deve ser feita com atenção para que tudo esteja corretamente limpo ou então pode resultar em mais sujeira e até mesmo no aparecimento de bactérias e algas.

É muito importante seguir uma rotina específica no momento de limpar, quando se faz as coisas na ordem inadequada pode ser que as tarefas demandem mais tempo e trabalho. Além disso, também é fundamental que todos os produtos utilizados nessa limpeza sejam específicos para piscinas uma vez que eles possuem combinações químicas que não fazem nenhum mal para quem utiliza a piscina ou para a própria.

Passo a Passo da Limpeza de Piscinas

Segue abaixo o passo a passo da limpeza de piscinas, saiba como mantê-la limpa e livre de bactérias e fungos. Siga os passos nessa ordem e realize a manutenção com muito mais qualidade.

Primeiro Passo – Limpar Terreno Externo (Deck)

Toda a sujeira que se acumula em torno da piscina no deck pode acabar caindo dentro da mesma. Sendo assim é essencial garantir que o deck fique bem limpo, comece fazendo uma limpeza na parte externa seguindo o sentido contrário a instalação da piscina. Lembramos ainda para ficar atento que cada material do acabamento da piscina tem um tipo de produto específico.

Segundo Passo – Limpar a Coadeira (Skimmer)

A função da coadeira também chamada de skimmer é produzir pequenas ondas na piscina para diminuir o acúmulo de resíduo na água já que eles acabam indo para o filtro e depois para o esgoto. Quem possui a ferramenta de limpeza do skimmer deverá esvaziar o seu deposito manualmente antes de partir para as próximas etapas.

Quando o skimmer funciona mau acaba prejudicando o drenagem da água para o filtro, geralmente os problemas são causados devido a sujeira que fica presa no aparelho. Além disso, fique atento que quanto mais tempo leva de uma limpeza para outra mais resíduos se acumulam.

Terceiro Passo – Limpar a Superfície (Com rede)

Um dos procedimentos mais comuns para quem tem piscina é fazer a limpeza de superfície, basicamente se utiliza a rede para remover os resíduos maiores e que estão mais a vista na água como folhas, insetos e outros. Também se deve retirar substâncias que fiquem boiando.

Quarto Passo – Limpar o Revestimento

A limpeza do revestimento é essencial para evitar que algas se formem criando manchas. Observe que cada borda da piscina deve ser limpa com um produto específico. Uma piscina de fibra de vidro ou com revestimentos de borracha deve ser limpa com escovas de cerdas mais macias enquanto piscinas de concreto armado devem ser limpas com escovas mais duras.

Já em relação aos azulejos deve-se ter cuidado com o uso de material abrasivo como escovas metálicas e palhas de aço que podem acabar arranhando e danificando o revestimento.

Quinto Passo – A Aspiração

A aspiração é um processo importante para remover da sua piscina aquela sujeira que saiu da borda, no passo anterior, e acabou afundando como resíduos menores. O primeiro passo para aspirar a sujeira é conectar uma ferramenta de sucção (pode ser o skimmer ou outra) a mangueira do seu aspirador.

Lembramos que as piscinas em geral possuem mais de uma ferramenta de sucção, mas durante esse procedimento apenas uma deverá ser acionada. As outras ferramentas deverão ser desligadas ou tampadas. A mangueira deverá ficar completamente submersa antes que você a conecte a abertura.

Depois desse passo o processo passa a ser bem simples, porém, se mantenha com o foco de realizar o procedimento bem devagar para evitar problemas. Podemos dizer que se trata de um procedimento semelhante a aquele de aspirar o tapete da sua sala. Dê uma atenção mais especial aos cantos da piscina já que é neles que se acumula mais sujeira.

Depois de terminar de aspirar tenha cuidado para remover o equipamento já que pode ter ficado acumulado em sua mangueira resíduos, se você retirar de forma brusca pode acabar apenas fazendo com que os resíduos regressem para a piscina.

Sexto Passo – Aplicar Cloro

Na piscina o cloro tem a função de servir como um tipo de desinfetante, ou seja, age como um bactericida e germicida. Pela sua função de limpeza o cloro se mostra indispensável para o processo de limpeza da piscina. Leia com atenção as instruções do fabricante para fazer a correta aplicação do cloro.

Normalmente em torno de quatro a cinco gramas bastam para cada 1.000 litros de água. A recomendação é que não se utilize o cloro em tabletes já que apesar de serem mais práticos podem acabar criando manchas no revestimento da piscina que não tem como remover depois.

Dicas Para Cuidar de Revestimento de Vinil

O revestimento de vinil é um dos mais utilizados e consiste basicamente num bolsão que é impermeável e que envolve a piscina. Trata-se de um revestimento prático, durável e bastante econômico além de ser fácil de instalar. Em geral as garantias de fábrica são de 3 anos, porém, com os cuidados corretos pode ser bem fácil prolongar a vida útil da sua piscina. Observe abaixo alguns desses cuidados:

  • Quando for fazer a filtragem é essencial seguir as instruções do fabricante em especial em relação ao uso de produtos químicos e também em relação ao equipamento de filtragem.
  • Evitar o uso de material abrasivo para fazer a limpeza do vinil em especial da borda.
  • Evitar que objetos pontiagudos caiam na piscina de forma a poder causar cortes e furos.
  • Fazer a limpeza da piscina com produtos e acessórios de limpeza que sejam específicos para as piscinas de vinil.
  • Não esvaziar a piscina em nenhuma situação.
  • Não utilizar cloro em excesso ou muito concentrado já que isso pode provocar manchas e até mesmo perda de cor do vinil. Deve-se manter o nível de cloro residual entre 0,5 e 1,5 ppm além da alcalinidade entre 80-120 ppm. É possível fazer essas verificações com a ajuda do estojo de testes.
  • Use a capa sobre a piscina em períodos em que ela não será utilizada, porém, antes de colocar essa cobertura é importante tratar e estabilizar a água, isso ajuda a manter a água sempre limpa.

 

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Área Externa

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *